O namoro entre o encanto e discernimento

Dom Roberto Francisco Ferreria Paz
Bispo de Campos (RJ)

 

O mês de maio é um período de numerosos casamentos, mês das noivas, pelo que consideramos oportuna uma reflexão sobre a preparação, a vida conjugal e familiar, falando sobre o namoro. O que percebemos é a perda do encanto dos namorados, substituído por uma aceleração e precipitação de uma intimidade muitas vezes superficial e epidérmica. Queimam-se etapas de diálogo, cortejo cordial, e aprofundamento a nível de valores, ideais, e dos sentimentos mais arraigados.

O romantismo é deixado de lado por desejos de posse e de curtição que não permitem desvendar o mistério e a beleza interior do outro/a. Assim, esquecem-se de vivenciar os processos de inteligência emocional e social, necessários para tecer um projeto de vida comum que possibilite a aspiração a um noivado e posteriormente a um casamento bem sucedido e frutuoso.

Deixar-se levar pela aventura, ou por sensações passageiras, não conduz a lugar nenhum, e só podem enveredar para a crise e esvaziamento da relação. Pelo contrário, um namoro cristão, mesmo que não termine em casamento, será capaz de convalidar um aprendizado humano, e um legado de verdadeira amizade.

Quando perdemos o olhar de fascínio e reverência que nos desperta a pessoa que amamos e admiramos, não deve surpreender-nos o estranhamento, fastio e tédio com que encerram os relacionamentos conjugais. O casamento é resultado de um processo de conhecimento de um amor que espera, respeita, enobrece, valoriza e nunca perde a capacidade de encantamento e deslumbramento.

A virtude da pureza e da castidade podem, sem dúvida, ser disciplinas espirituais que ajudam a purificar e qualificar o amor, blindando-o e tornando-o preparado para dar um sim generoso, permanente, exclusivo e profundamente terno e delicado, pois reflete o amor agápico do Deus misericordioso e bondoso. Que Cristo ilumine e fortaleça os namorados no seu projeto de entrega e consagração ao amor. Deus seja louvado!

O post O namoro entre o encanto e discernimento apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Rede Excelsior de Comunicação

Leve a rádio sempre com você
Baixe nosso aplicativo

Some description text for this item

receba novidades por email
Assine a nossa newsletter

Some description text for this item

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.