O fundador dos Vocacionistas, padre Justino Russolillo, será proclamado santo

Um santo para muitos, iniciador de obras eclesiais, que em toda a sua vida desejava ser apenas um pároco. Padre Justino nasceu em Pianura, perto de Nápoles, terceiro de dez filhos, de origem modesta, e sempre foi alérgico a honras dos que no final de sua vida o chamavam de “o Santo de Pianura”. O sacerdote nasceu em 1891 e morreu em 1955 na mesma localidade, foi o fundador da Sociedade das Divinas Vocações (os Vocacionistas) e mais tarde o ramo feminino com as Irmãs das Divinas Vocações e o Instituto Senhor “Apóstolas da Santificação Universal”. O procedimento para a sua canonização abre a lista de decretos promulgados pela Congregação para as Causas dos Santos, após a audiência do Papa com o futuro cardeal Marcello Semeraro (em 27/10), prefeito do dicastério. Na ocasião o Papa autorizou a publicar o decreto que reconhece o milagre.

O milagre

O milagre que leva o Beato Justino Russolillo à sua canonização foi atribuído à sua intercessão na cura de um jovem vocacionista em 21 de abril de 2016 em Pozzuoli (arredores de Nápoles). O jovem religioso de origem malgaxe foi encontrado no chão de seu quarto em meio a uma poça de sangue. Logo foi hospitalizado em graves condições por problemas respiratórios. Era o dia 16 de outubro de 2016. No dia da hospitalização, o superior provincial da Congregação convidou todos os confrades a rezar ao “padre Justino” pedindo a cura e um deles, no dia 18 de abril, levou uma imagem do beato com uma relíquia e a colocou sobre o corpo do religioso doente. Naquele dia a situação clínica ainda era muito grave, mas a partir do dia 21 as condições melhoraram repentinamente e o jovem vocacionista saiu do coma até ter alta no dia 3 de maio.

Vocacionistas no Brasil

Atualmente, os Vocacionistas encontram-se presentes em cinco dioceses do Brasil: Salvador, Feira de Santana e Vitória da Conquista (Bahia); Rio de Janeiro (RJ) e Aracaju (SE). A partir da segunda metade da década de 1980 foi dado novo impulso ao carisma vocacionista, procurando-se assumir com mais vigor a vocação de cultivadores de vocações para a Igreja. Os primeiros religiosos chegaram em 1950 depois de serem abençoados pelo Fundador, padre Justino Russolillo. Os três primeiros missionários vocacionistas foram: Irmão Prisco, padre Hugo Fraraccio e o padre Franco Torromacco. Vinham a convite do então arcebispo de São Salvador da Bahia e Primaz do Brasil dom Augusto Álvaro da Silva. O arcebispo tinha ido pessoalmente à Itália pedir ao padre Justino religiosos vocacionistas para a sua grande arquidiocese.

 

Com informações e fotos do Vatican News

Rede Excelsior de Comunicação

Leve a rádio sempre com você
Baixe nosso aplicativo

Some description text for this item

receba novidades por email
Assine a nossa newsletter

Some description text for this item

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.