Igrejas particulares e organismos podem enviar sugestões às DGAE 2019-2023 até 15 de abril

Os pastores das Igrejas particulares e os organismos da Igreja no Brasil têm, até o dia 15 de abril, uma chance a mais de contribuir com proposições às Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora (DGAE) 2019/2023, projeto que orientará a caminhada nos próximos anos.

Após cumprir a segunda etapa de seu trabalho e incorporar as sugestões enviadas pelas Igrejas locais, em reunião realizada de 19 a 20 de fevereiro, em Sumaré (RJ), a Comissão Especial sobre a atualização das Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (DGAE) 2019/2023 enviou no último dia 13 março outra versão para que mais uma vez todos possam dar a sua contribuição.

Segundo a carta do assinada pelo arcebispo de São Luiz (MA) e presidente do Regional Nordeste 5, dom José Belisário da Silva, coordenador dos trabalhos da comissão, os bispos e arcebispos deverão sistematizar as propostas e enviar até o próximo dia 15 de abril, prazo final. A Comissão se reunirá uma vez mais, dias 29 e 30 de abril, já em Aparecida (SP), para fazer a sistematização do texto que vai ser submetido à plenária da 57ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil.

Segundo dom Belisário, o grupo recebeu significativas contribuições. A tendência da equipe, segundo dom Belisário, é acolher todas as emendas propostas, exceto as que apresentam caráter contraditório.

DGAE 2019/2023 – A atuação da Igreja no mundo urbano, conforme já amadurecido pelos bispos do Brasil, é o foco do documento. “O texto reforça que vivemos uma cultura urbana, com predominância no país das grandes cidades”, acentua o arcebispo de São Luiz (MA).

As DGAE 2011-2015, no processo de recepção do Documento de Aparecida, organizaram-se a partir de cinco urgências: estado permanente de missão; iniciação à vida cristã; animação bíblica da vida e da pastoral; comunidade de comunidades; serviço à vida plena para todos. Enriquecidas pelo início do Magistério do Papa Francisco, as DGAE 2015-2019 mantiveram as mesmas urgências e continuaram inspirando o planejamento da Pastoral de Conjunto das nossas Igrejas particulares.

As DGAE 2019-2023 estão estruturadas a partir da imagem da comunidade cristã como “casa”. No centro, como eixo, está a Comunidade Eclesial Missionária, sustentada por “quatro pilares”: Palavra, Pão, Caridade e Missão. Em cada um deles, as antigas urgências são reagrupadas e permanecem mostrando sua atualidade.

A atualização do texto das DGAE 2019/2023 teve início ainda na 56ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil de 2018 quando os bispos apontaram as primeiras sugestões ao texto. A atualização das diretrizes também foi tema de discussão em duas reuniões do Conselho Permanente da CNBB em 2018, em junho e novembro. A comissão, especialmente montada para esta tarefa, se reuniu em agosto e dezembro de 2018 para avançar no texto cuja primeira versão foi enviada dia 10 de janeiro de 2019 às Igrejas particulares.

O post Igrejas particulares e organismos podem enviar sugestões às DGAE 2019-2023 até 15 de abril apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Rede Excelsior de Comunicação

Leve a rádio sempre com você
Baixe nosso aplicativo

Some description text for this item

receba novidades por email
Assine a nossa newsletter

Some description text for this item

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.