Viver com Saúde

Os Abusos na Utilização de Anti-Inflamatórios

Uma das atitudes mais comuns para aliviar a dor nas costas, por exemplo, é tomar um remédio anti-inflamatório. Essa não é uma atitude sensata, pois o uso de medicamentos sem orientação médica pode causar diversos prejuízos ao organismo humano. Os anti-inflamatórios não hormonais (ibuprofeno, fenilbutazona, coxibs, ácido mefenâmico, nimesulida, diclofenaco, piroxicam, AAS) são largamente utilizados sem que a pessoa tenha consultado um médico, muitas vezes por autoconhecimento de que a medicação já deu certo em algum evento anterior ou pela indicação de outras pessoas. Entretanto, o uso sem critérios dos anti-inflamatórios não somente pode ser insuficiente na terapêutica como pode trazer danos à saúde do paciente. São vários os efeitos colaterais desses medicamentos, que podem danificar diversas estruturas orgânicas isoladamente ou ao mesmo tempo.

Em relação ao sistema gastrointestinal, existem os efeitos colaterais, que são silenciosos e identificados tardiamente, e os efeitos de percepção rápida, tais como dores no estômago, náuseas, vômitos, azia, sangramentos. Muitos desses efeitos são resultantes da lesão da mucosa do trato digestivo (esofagite, gastrite, úlcera péptica, etc). Diarreia ou prisão de ventre também podem manifestar-se. Os efeitos mais graves são os sangramentos gástrico-intestinais. No fígado pode acontecer lesão das células hepáticas, causando desconforto abdominal, náuseas e pele amarelada (icterícia).

Em relação aos rins, a função renal pode ser prejudicada. Os rins são responsáveis por diversas tarefas, tais como filtração do sangue, retenção de proteínas e equilíbrio de sais como o sódio e o potássio. Os anti-inflamatórios não hormonais podem prejudicar as estruturas renais, fazendo com que substâncias tóxicas da corrente sanguínea não sejam eliminadas, causando desequilíbrio orgânico, levando a aumento da pressão arterial sistêmica, retenção de líquidos, provocando inchações nos membros inferiores. O abuso do uso de anti-inflamatórios também afeta o sistema nervoso central, causando dores de cabeça, confusão mental, tremores, zumbidos e distúrbios da visão. Podem afetar ainda o sistema hematológico e causar fenômenos alérgicos.

Tendo em vista os diversos efeitos do uso abusivo dos anti-inflamatórios, deve-se evitar a sua utilização sem prescrição médica. Na faixa etária acima dos 60 anos, os cuidados devem ser maiores devido à presença de problemas cardíacos, cirrose hepática, desidratação, distúrbios renais, diabete melito e hipertensão arterial.

O uso de anti-inflamatórios deve ser criterioso. Somente o médico tem condições de orientar o uso desses medicamentos, controlando os efeitos indesejáveis. Por isso não use remédios por conta própria, por sugestão de amigos, vizinhos, pessoas que acham que já tiveram uma doença igual à sua. Consulte seu médico assistente.

Dr. Getúlio Tanajura

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *