Palavra do Pastor

Creio na Vida Eterna

Ao rezar o “Creio”, você proclama solenemente: Creio na vida eterna! Qual o sentido dessa solene afirmação? Em que verdades você proclama acreditar?

A morte, para o cristão, longe de ser o fim de tudo, é a possibilidade de um encontro com Jesus Cristo; é a entrada na vida eterna. Com ela, termina o tempo aberto ao acolhimento ou à recusa da graça divina.

O Novo Testamento fala da retribuição que cada um receberá após sua morte em função de sua fé e das obras que realizou. Vemos isso na parábola do pobre Lázaro, nas palavras de Cristo ao Bom Ladrão e em expressões como a do apóstolo Paulo: “Porque teremos de comparecer diante do tribunal de Cristo. Ali cada um receberá o que mereceu, conforme o bem ou o mal que tiver feito enquanto estava no corpo” (2Cor 5,10). O autor da Carta aos Hebreus apresenta uma afirmação na mesma linha: “Está determinado que os homens morram uma só vez e logo em seguida vem o juízo” (Hb 9,27). Portanto, cada pessoa, depois da morte, receberá a retribuição eterna, em um juízo que colocará sua vida em relação à de Cristo e aos apelos que ele nos deixou no Evangelho. São João da Cruz dizia: “Seremos julgados quanto ao amor!”

Creio na vida eterna! Justamente porque acredita nessa verdade de fé, você é chamado a viver, mais intensa e santamente, cada dia e cada acontecimento. Afinal, é aqui e agora que você prepara sua eternidade. A programação da Rede Excelsior de Comunicação, neste mês de novembro, procurará ajudá-lo a viver essas verdades.

Dom Murilo S.R. Krieger, scj
Arcebispo de São Salvador da Bahia

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *