Em defesa da vida: coletânea oferece textos oficiais da CNBB sobre o aborto

“A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), fiel à sua missão profética, sente que é sua obrigação manifestar-se sempre quando a vida humana nascente é ameaçada”. A frase está na apresentação do livro “Em defesa da vida”, uma publicação da editora Edições CNBB com várias mensagens e notas, pronunciamentos e declarações sobre o aborto.

A publicação traz uma série de textos oficias da Presidência, Conselhos Pastorais, da Assembleia Geral e participações de representantes da entidade em audiência pública no Supremo Tribunal Federal (STF).

Há vários pronunciamentos em defesa dos nascituros e da família e contra o aborto, principalmente dirigidas ao Poder Legislativo e à sociedade como um todo, iniciando com um comunicado da Presidência da CNBB datado de 1973. Há também um pedido de apoio a uma Proposta de Emenda à Constituição, de 1995, que sugeria o acréscimo das palavras “desde a sua concepção” ao caput do artigo 5º da Constituição Federal de 1988.

Nos últimos 19 anos, as notas foram mais frequentes e começaram a se dirigir ao STF, onde diversas tentativas de descriminalização do aborto começaram a ser impetradas, algumas com êxito, como o julgamento da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental 54.  “Legalizar o aborto de fetos com anencefalia, erroneamente diagnosticados como morto cerebrais, é descartar um ser humano frágil e indefeso. A ética que proíbe a eliminação de um ser humano inocente, não aceita exceções”, lamentou a CNBB em 12 de abril de 2012.

O arcebispo de Salvador (BA) e vice-presidente da CNBB, dom Murilo Krieger, recorda que a Igreja tem consciência de que faz parte de sua vocação defender o ser humano contra tudo aquilo que poderia porventura corrompê-lo ou rebaixá-lo. “É sua vocação defender a vida, que é um dom e uma responsabilidade”, ressalta.

“O cristão tem consciência da gravidade do mandamento de Deus: ‘Não matarás’ (Ex 20,13) e é guiado por uma certeza: sua vida eterna dependerá daquilo que, com a graça de Deus, fizer com sua vida sobre a terra”, exorta.

Dom Murilo ainda sublinha a argumentação que pede a liberalização do aborto considerando que tal permissão “não violaria a consciência de ninguém, pois cada um ficaria livre para seguir a própria opinião a respeito”. Para o vice-presidente da CNBB, no entanto, este linha de pensamento configura o pluralismo ético “reivindicado como consequência normal do pluralismo ideológico”. Contudo, prossegue, “não se pode invocar a liberdade de opinião para lesar os direitos dos outros, especialmente seu direito à vida”.

https://www.edicoescnbb.com.br/em-defesa-da-vida-textos-oficiais-da-cnbb-sobre-o-aborto

 

O post Em defesa da vida: coletânea oferece textos oficiais da CNBB sobre o aborto apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Rede Excelsior de Comunicação

Leve a rádio sempre com você
Baixe nosso aplicativo

Some description text for this item

receba novidades por email
Assine a nossa newsletter

Some description text for this item

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.