Cristo, nossa esperança

Dom Adimir Antonio Mazali
Bispo Diocesano de Erexim (RS)

 

 Caríssimos irmãos e irmãs de A Voz da Diocese. Nossa saudação em Cristo, nossa Páscoa.

Neste domingo de Páscoa, celebrando a festa da Ressurreição do Senhor, centro de nossa fé; contemplamos sua vitória sobre a morte, renovamos nossa vida à luz da vida nova e somos chamados a testemunhar, como Maria Madalena, Pedro e João, a experiência do túmulo vazio. É uma experiência marcada ainda pela dor humana e pela incompreensão dos acontecimentos. O túmulo vazio desperta, num primeiro momento, o medo do que aconteceu: “Tiraram o Senhor do túmulo e não sabemos onde o colocaram” (Jo 20,2), diz Maria. Depois, outro sentimento gera incerteza do discípulo Pedro, que se recusa a aceitar a informação, mas este é superado pela fé de João: “Ele viu e acreditou” (Jo 20,8b), iluminado pela recordação das palavras da Escritura, “segundo a qual ele devia ressuscitar dos mortos”. Da cruz, nasce vida nova; do túmulo vazio, renasce a esperança. Do encontro com o Ressuscitado, nasce a alegria.

É o primeiro dia da semana. A ressurreição de Jesus marca o início de um novo tempo. Em Cristo Ressuscitado, tudo se torna novo, nos tornamos homens e mulheres novos, revestidos de Cristo pelo Batismo. Somos então novas criaturas “esforçando-nos na busca das coisas do alto onde está Cristo sentado à direita de Deus” (Cl 3,1).

Prezados irmãos e irmãs! Aproveito desta reflexão litúrgica para também deixar a cada um(a), uma mensagem de esperança, diante do contexto em que vivemos particularmente da pandemia, inspirada na alegria da ressurreição.

Na difícil situação decorrente da pandemia Covid-19, queremos nos fazer próximo de cada um(a) para alimentar em sua vida a luz do Cristo Ressuscitado, suplicando também que Ele o(a) confirme na esperança junto à sua família, em sua comunidade, em seu ambiente de trabalho, para sermos, em nossa Diocese, neste seu ano jubilar de ouro, e onde estivermos, Igreja a serviço da fé e da vida, na alegria do Ano de São José e da Família “Amoris Laetitia”, ou seja, a alegria do amor na família.  Cristo nossa Paz vence a morte e reacende em nossos corações a chama do amor no cuidado com a vida.

Mantenhamos viva a chama da esperança de vencer em meio a tantas dificuldades, sejam elas, econômicas, sociais ou outras, especialmente a perda de quem nós amamos: familiares ou amigos e que se tornaram vítimas desta pandemia. Lembramos as palavras da Escritura que nos diz: “A esperança não decepciona”. Cristo é nossa esperança. Ele, vencedor da cruz, nos convida a também vencermos as cruzes de cada dia para, como Ele, alcançar a alegria da vida plena na ressurreição.

Irmãos e Irmãs, asseguramos-vos as nossas orações e cada dia oferecemos-vos no altar do Senhor junto à Eucaristia, a fim de que, alimentados por ela, prossigais firmes na fé e fortalecidos pelo Cristo, pão da vida eterna.

Desejamos a cada um(a), com seus familiares, que possam viver a alegria do Cristo Ressuscitado, pois Ele é nossa esperança. Feliz Páscoa e Deus vos abençoe hoje e sempre. Amém!

 


Fonte: Noticias da CNBB

Rede Excelsior de Comunicação

Leve a rádio sempre com você
Baixe nosso aplicativo

Some description text for this item

receba novidades por email
Assine a nossa newsletter

Some description text for this item

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.