Conferências Vicentinas: Responsável mundial destaca necessidade de responder a “novas pobrezas”

Renato Lima Oliveira, presidente internacional da Sociedade São Vicente de Paulo (SSVP) desde 2016, disse à Agência ECCLESIA que a instituição tem de oferecer respostas materiais e espirituais, respondendo a “novas pobrezas” denunciadas pelo Papa Francisco.

Renato Lima Oliveira. Agência Ecclesia/MC

Em entrevista, o responsável sublinha que o vicentino do século XXI “já não é só aquele que entrega cestas básicas de alimentos”, podendo deixar “uma palavra amiga” ou combater a solidão de quem vive sozinho, como acontece já na França.

A cidade do Porto acolheu de 13 a 15 de junho a assembleia plenária do Conselho Geral Internacional da SSVP, um encontro anual que reúne representantes cerca de 80 países.

O presidente internacional das Conferências Vicentinas diz que estas são “o braço direito da Igreja Católica” para a caridade e evangelização, “junto das pessoas mais carenciadas”, com bens materiais e com a Palavra de Deus.

“Procuramos trazer de volta pessoas que já não recebiam os Sacramentos, procurando reinseri-los na Igreja”, refere.

Renato Lima Oliveira evoca a dinâmica gerada em 1833, quando os sete fundadores da SSVP criaram um conselho geral internacional, cujo papel é “manter a entidade unida”, seguindo princípios e valores que orientam a missão de 800 mil católicos no mundo.

“Pode mudar a língua, os hábitos, a cultura, o país e os governos podem ser diferentes, mas o vicentino é igual em todo o mundo”, indica o presidente internacional, segundo o qual os projetos são adaptados a cada realidade, procurando unir esforços e donativos “em favor dos mais necessitados”.

“A caridade não tem fronteiras”, assinala o responsável brasileiro, num trabalho que não é de “autopromoção” e que acontece em contextos difíceis, como a Índia ou o Sri Lanka

Renato Lima Oliveira integra a SSVP desde 1986, quando tinha 15 anos de idade e graceja mesmo que, no Brasil, é conhecido como “Renato Vicentino”.

“Ser vicentino é um presente de Deus”, assume.

O Brasil é apresentado como “uma potência vicentina”, onde o trabalho principal continua a ser a distribuição da “alimentação básica”, já com atenção a “outras pobrezas” e dramas humanos.

A nível global, as prioridades são a aposta na juventude e na formação, além da expansão para as nações onde não existe ainda presença.

Portugal é visto, neste contexto, como “um exemplo para a Europa” e para os países lusófonos de África.

Outro objetivo é o reforço da presença no ambiente acadêmico, “voltando às origens”, ao século XIX, quando Frederico Ozanam, com um grupo de companheiros de universidade, funda a Conferência da Caridade, mais tarde chamada Conferência de São Vicente de Paulo.

Frederico Ozanam foi beatificado pelo Papa São João Paulo II, em 1997 e hoje espera-se que possa ser canonizado em breve, após a necessária aprovação de um novo milagre.

“Estamos a trabalhar muito para que o nosso principal fundador possa ser declarado santo”, assinala Renato Lima Oliveira.

Cerca de 800 mil vicentinos e vicentinas estão hoje presentes em 150 países, dos cinco continentes; em Portugal há 800 conferências, que todos os dias acolhem pessoas necessitadas e anunciam a mensagem cristã.

Nos dois últimos dias da plenária, no Porto, acontece a reunião da secção permanente, uma espécie de conselho de administração da SSVP, e do Comité Executivo Internacional, constituído países com mais de 1000 de conferências ativas e agregadas, além de cinco nações escolhidas pelo presidente geral.

A primeira Conferência Vicentina em Portugal foi criada em Lisboa, em 1859, sendo depois fundado o Conselho Nacional, que resultou da fusão dos Conselhos Superiores Masculino e Feminino Portugueses, em 1976.

(Texto e fotos: agência ECCLESIA)
(Foto de capa: Beatriz Nery/A12)

O post Conferências Vicentinas: Responsável mundial destaca necessidade de responder a “novas pobrezas” apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Rede Excelsior de Comunicação

Leve a rádio sempre com você
Baixe nosso aplicativo

Some description text for this item

receba novidades por email
Assine a nossa newsletter

Some description text for this item

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.