CNBB

“A maior doença da vida é a falta de amor, é não ser capaz de amar”, afirma o Papa no Angelus

A reflexão do Papa Francisco sobre o Evangelho do 13º Domingo do Tempo Comum, antes da oração mariana do Angelus, deste domingo 27 de junho: Francisco quis destacar aos fiéis e peregrinos reunidos na Praça São Pedro a cura de Jesus à mulher que sofria de hemorragia há 12 anos. “Jesus se deixa tocar pela nossa dor e morte, e realiza dois sinais de cura para nos dizer que nem a dor nem a morte têm a última palavra. Ele nos diz que a morte não é o fim. Ele vence este inimigo, do qual não podemos nos libertar sozinhos”, disse o Papa
Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados