CNBB

55º Dia Mundial das Comunicações Sociais

Dom Eurico dos Santos Veloso
Arcebispo Emérito de Juiz de Fora (MG)

 

“Vem e verás” (Jo 1,46). Comunicar encontrando as pessoas onde estão e como são”

         Hoje, junto com a Solenidade da Ascensão do Senhor, é celebrado o 55º DIA MUNDIAL DAS COMUNICAÇÕES, a qual o tema é “Vem e verás” (Jo 1, 46). Comunicar encontrando as pessoas onde estão e como são”. E, inserido no tema, é certamente um grande desafio para estes tempos pandêmicos “aproximar-se” das pessoas devido as restrições e distanciamentos sociais para conter a expansão do Vírus. Porém, para os que trabalham com mídia ou a comunicação na Igreja, tomam como uma grande missão em usar dos recursos dos meios de comunicação para levar a todos a Boa Nova, onde estão e como são.

         Papa Francisco em sua Mensagem sobre o Dia Mundial das Comunicações Sociais, nos exorta sobre a comunicação deve ser humana autêntica, ouvindo a todos, recolhendo sugestões da realidade, sair do comodismo, sair da criação de informações pré-prontas “que cada vez menos consegue interceptar a verdade das coisas e a vida concreta das pessoas, e já não é capaz de individuar os fenômenos sociais mais graves nem as energias positivas que se libertam da base da sociedade. A crise editorial corre o risco de levar a uma informação construída nas redações, diante do computador, nos terminais das agências, nas redes sociais, sem nunca sair à rua, sem «gastar a sola dos sapatos», sem encontrar pessoas para procurar histórias ou verificar com os próprios olhos determinadas situações” (Pp. Francisco).

         Embora, estamos passando por esta situação de distanciamento social, os profissionais da comunicação não podem esquecer ou, até mesmo, não perder a essência do ver pessoalmente, de olhar nos olhos, de vivenciar os gestos. Afinal, o carinho e a dedicação são sentidos, até mesmo, através dos meios e recursos tecnológicos nos proporcionam para que a Palavra chegue a todos.  “A boa nova do Evangelho difundiu-se pelo mundo, graças a encontros pessoa a pessoa, coração a coração: homens e mulheres que aceitaram o mesmo convite – «vem e verás –, conquistados por um «extra» de humanidade que transparecia brilhou no olhar, na palavra e nos gestos de pessoas que testemunhavam Jesus Cristo. Todos os instrumentos são importantes, e aquele grande comunicador que se chamava Paulo de Tarso ter-se-ia certamente servido do e-mail e das mensagens eletrônicas; mas foram a sua fé, esperança e caridade que impressionaram os contemporâneos que o ouviram pregar e tiveram a sorte de passar algum tempo com ele, de o ver durante uma assembleia ou numa conversa pessoal. Ao vê-lo agir nos lugares onde se encontrava, verificavam como era verdadeiro e frutuoso para a vida aquele anúncio da salvação de que ele era portador por graça de Deus. E mesmo onde não se podia encontrar pessoalmente este colaborador de Deus, o seu modo de viver em Cristo era testemunhado pelos discípulos que enviava (cf. 1 Cor 4, 17)” (Pp. Francisco).

         Enfim, ao refletir sobre este 55º Dia Mundial das Comunicações Sociais, estejamos também nós dispostos em propagar a Boa Nova convidando a todos não somente das palavras “Vem e Verás” (Jo 1,46), mas, também, através do nosso testemunho de vida e cooperadores da construção de um mundo melhor.

“Senhor, ensinai-nos a sair de nós mesmos,

e partir à procura da verdade.

 

Ensinai-nos a ir e ver,

ensinai-nos a ouvir,

a não cultivar preconceitos,

a não tirar conclusões precipitadas.

 

Ensinai-nos a ir aonde não vai ninguém,

a reservar tempo para compreender,

a prestar atenção ao essencial,

a não nos distrairmos com o supérfluo,

a distinguir entre a aparência enganadora e a verdade.

 

Concedei-nos a graça de reconhecer as vossas moradas no mundo

e a honestidade de contar o que vimos”.

Saudações em Cristo!

        

 


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados