CNBB

Representantes da CNBB acompanham parceria com projeto de desenvolvimento de máscaras que inativam o vírus da Covid-19

Na quarta-feira, 7 de abril, Dia Mundial da Saúde, e um ano do Pacto pela Vida e pelo Brasil, o secretário executivo de Campanhas da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), padre Patriky Samuel Batista, e o responsável pelo Departamento Social da CNBB, Franklin Ribeiro Queiroz, visitaram o Hospital Regional da Asa Norte (HRAN) em Brasília (DF).

O objetivo da visita foi estabelecer uma presença fraterna de escuta e amizade junto aos profissionais de saúde, além do acompanhamento de uma parceria estabelecida entre a CNBB, por meio do Fundo Nacional de Solidariedade (FNS), e a Universidade de Brasília (UNB) para apoio no projeto de desenvolvimento e confecção de máscaras que visam a inativar o vírus da Covid-19. Esse é o primeiro material nacional que não depende de insumos de outros países a ser desenvolvido no Brasil.

Visita dos membros da CNBB ao Hran, em Brasília (DF)

Batizado de Projeto Égide, a pesquisa para o desenvolvimento da máscara teve início em março de 2020 e, agora, está em fase de teste clínico no Hospital Regional da Asa Norte (Hran). Desenvolvida em três camadas e com uso da substância quitosana, retirada da casca de crustáceos, como camarões e lagostas, as máscaras do projeto Vesta, como é nomeado pelos pesquisadores, têm a capacidade de inativar o vírus.

Os representantes da CNBB foram recebidos pela assessora, Maria Leticia Vieira de Mello, que conduziu a visita e contou um pouco sobre o trabalho desenvolvido pelo HRAN e os desafios enfrentados. O hospital se destaca no tratamento de queimaduras e, durante a pandemia, tem sido também uma das principais referências no tratamento da Covid- 19 no Distrito Federal.

Durante a visita aconteceu um encontro com o diretor do HRAN, Paulo Roberto da Silva Júnior, que fez uma breve explanação da situação do hospital no enfrentamento à pandemia. O diretor ainda mencionou a importância da presença e assistência religiosa por meio do serviço de escuta, orações e celebração da Santa Missa.

Padre Patriky, secretário executivo de Campanhas da CNBB e o diretor do HRAN, Paulo Roberto da Silva Júnior

Na ocasião, o diretor do HRAN também destacou que um dos grandes desafios no momento é conseguir mais leitos tendo em vista o agravamento da pandemia. Para ele, um dos sinais de esperança tem sido a conclusão da construção dos hospitais de campanha no DF. No entanto, deixou claro que não se pode flexibilizar os cuidados necessários nesse momento a fim de preservar a vida. “Somos gratos à visita do padre Patriky e a doação que será de suma utilidade neste momento tão difícil e de grandes sofrimentos”, reforçou o diretor.

Pedro Zancanaro, Superintendente da Região de Saúde Central, reiterou a alegria e a importância da visita que demonstra sinal de proximidade da Igreja nestes tempos tão difíceis.

Ainda estiveram presentes junto à equipe os profissionais responsáveis pelo Núcleo de Qualidade e Segurança do paciente. Um dos importantes trabalhos deste setor é o acompanhamento da saúde emocional dos pacientes e acompanhantes e também de sua segurança. Entre as atividades exercidas por esses profissionais estão a proteção das janelas com redes e travas e também o conserto de camas hospitalares e respiradores.

Em conversa com as colaboradoras deste setor, Lucimara Ferreira e Jurani Maria, padre Patriky recebeu um exemplar da máscara que inativa o vírus. A visita foi concluída na capela do hospital, dedicada a Nossa Senhora de Fátima, com um momento de oração conduzido pelo secretário executivo de Campanhas da CNBB, padre Patriky.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados