CNBB

Núncio apostólico no Brasil participa da reunião do Conselho Permanente

O Conselho Permanente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) iniciou, nesta quarta-feira, 24 de março, o seu primeiro encontro de 2021. A reunião segue até amanhã com sessões pela manhã e à tarde. Na abertura da reunião de hoje, os bispos receberam o novo núncio apostólico no Brasil, dom Giambattista Diquattro, que falou aos bispos da disponibilidade da Nunciatura para atender os bispos neste tempo de pandemia.

Núncio Apostólico no Brasil, dom Giambattista Diquattro

Vários temas estão na pauta da reunião, com destaque para a preparação para a 58ª Assembleia Geral da Conferência, que será realizada virtualmente de 12 a 16 de abril. Os bispos já trataram nesta manhã, além da pauta da Assembleia Geral, sobre o pedido de apoio do Ministério Público do Trabalho para a campanha contra o trabalho infantil, da reforma do Estatuto e uma primeira rodada de informes de comissões, regionais e organismos.

Ainda estão na pauta: análises de conjuntura eclesial e social; aprovação de publicação; Assembleia Eclesial do Conselho do Episcopado Latino Americano (Celam); Campanha da Fraternidade 2022; Coletas da Igreja em 2021; encontro de parlamentares católicos; Fundo Nacional de Solidariedade; Missão da Igreja no Brasil no Haiti; entre outros temas.

58ª Assembleia Geral

O arcebispo de Belo Horizonte (MG) e presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo, contextualizou que as aprendizagens em relação ao uso das ferramentas digitais “dão condições de realizar a 58ª Assembleia Geral virtualmente”.

O bispo auxiliar do Rio de Janeiro (RJ) e secretário-geral da CNBB, dom Joel Portella Amado, explicou as peculiaridades e a dinâmica de funcionamento da edição virtual, a proposta de programação e pontuou questões de segurança. Também apresentou os temas já definidos para debate, exposição e deliberação pastoral. Os bispos sugeriram acréscimos de temas para serem trabalhados durante o encontro.

Trabalho Infantil

Seguindo com a pauta, o assessor político da CNBB, padre Paulo Renato Campos, apresentou o pedido de apoio do Ministério Público do Trabalho, por meio da Coordenadoria da Infância, para divulgar e promover regionalmente a campanha contra o trabalho infantil. Os membros do Ministério Público solicitaram apoio para a campanha do dia 12 de junho, quando é celebrado o Dia Mundial contra o Trabalho Infantil, e para a visibilidade durante todo o ano de 2021.

Estatuto

Os bispos também foram informados sobre o processo de reflexão e construção do novo estatuto da CNBB. O subsecretário adjunto de Pastoral da CNBB, padre Marcus Barbosa Guimarães, partilhou que foi concluída a segunda fase do processo, que consistiu na síntese do questionário a partir do texto de reflexão “Um novo Estatuto: sinodalidade de missão”. A terceira fase já foi iniciada com o envio da síntese para os bispos e secretários regionais para que estudem e reajam ao conteúdo, acrescentando e propondo modificações.

Outro membro da comissão que prepara a alteração, padre Danilo Pinto falou sobre a realização de seminários on-line que refletiram sobre critérios e eixos do Estatuto. Padre Danilo detalhou uma síntese das principais conclusões sobre os temas aprofundados na série de webinários realizados pela CNBB por meio do Instituto Nacional de Pastoral Alberto Antoniazzi (INAPAZ) e transmitidos no canal da CNBB no Youtube, entre 1º de outubro e 5 de novembro de 2020.

Informes

Na primeira rodada de informes, bispos partilharam sobre a atuação pastoral no tempo de pandemia, além de iniciativas e projetos em curso.

A reunião do Conselho Permanente retorna às 14h.

 


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados