CNBB

Diocese de Roraima exige respeito e proteção para os migrantes atacados em Pacaraima

A Diocese de Roraima, numa carta assinada pelo bispo, Dom Mário Antônio da Silva, a coordenadora da CRB, Ir. Aurelia Prihodova, e o coordenador das Pastorais Sociais, Ir. Danilo Correia Bezerra, tem repudiado a operação da Polícia Federal e da Polícia Civil acontecida no dia 17 de março em Pacaraima, “violenta, desproporcional e sem mandado judicial, que desalojou mais de 70 pessoas da Casa São José”.

A Igreja de Roraima, como lembra a Carta, “cuida das famílias e acompanha com atenção prioritária que pede o Evangelho as mais vulneráveis”. No município de Pacaraima, “fiel à missão de Jesus, a Diocese de Roraima oferece há anos serviço de acolhida humanitária aos migrantes”. Muitas vezes, como denuncia o texto, “está cobrindo o vazio deixado, irresponsavelmente, pelo Estado, num contexto de descuido e abandono da vida”, considerando que é inadmissível ser criminalizados por isso.

Finalmente, a Diocese de Roraima mostra sua solidariedade “com as irmãs e irmãos que foram atacados”, ao tempo que “exige respeito e proteção para eles e garantias de direitos e vida para os migrantes e refugiados”, pedindo a proteção de São José.

Confira a notícia na íntegra no site do regional Norte 1


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados