CNBB

Apostolado do Mar em Santos (SP) apela para ajudar 25 marinheiros do Kiribati a voltar para casa

Um grupo de 25 marinheiros do Kiribati – pequeno país localizado na Oceania – acolhidos ano passado, no início da pandemia, na Casa Stella Maris, em Santos (SP), organizada pelo Apostolado do Mar, vinculado ao Setor de Mobilidade Humana da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Social Transformadora da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB),  até hoje não conseguiu voltar para casa.

Segundo a Organização Mundial de Saúde  (OMS) nenhum caso de Covid-19 foi registrado no pequeno país do arquipélago do pacífico em função de ter fechado as suas fronteiras. Há dois anos fora de casa, Gabriel Ngatu afirma sentir falta da família e estar infeliz por estar longe de casa há tanto tempo.

O país está aceitando a repatriação desde que observadas algumas condições. No caso deles que estão no Brasil, um país com alto risco de contaminação, as dificuldades aumentam. Seria necessário encontrar um país próximo, com baixo índice de contaminação, para acolher o grupo em quarentena antes de retornar ao seu país de origem.

Os marinheiros começaram a desembarcar no Porto de Santos em grupos pequenos e foram direto para a Casa Stella Maris onde aguardam a repatriação. O coordenador nacional do Apostolado do Mar e capelão do Porto de Santos, padre colombiano Samuel Fonseca Torres, missionário Scalabriano que desde 2001 atua no Brasil, disse que o grupo está participando de convivências fraternas e momentos de espiritualidade. Padre Samuel explica que graças à solidariedade é possível oferecer atividades com vistas a diminuir o sofrimento do grupo até que possam retornar para suas casas.

“Por medo e insegurança das trocas das tripulações os contratos estão sendo renovados automaticamente. Então, temos marinheiros que estão a 15, 18, 24 meses embarcados sem poder ir a terra e nem voltar aos seus países.  Esses marinheiros que estamos acolhendo fazem parte de um grupo de cerca de 400 mil marinheiros que não conseguem voltar aos seus países”, ressalta.

O que é o Apostolado do Mar

O Apostolado do Mar tem uma sede no Vaticano e está organizado em 9 regiões no mundo. No Brasil existem três missões Stella Maris, uma no Rio de Janeiro, outra no Rio Grande do Sul e a de Santos. O Apostolado do Mar tem como público alvo os marinheiros, pescadores, trabalhadores, estivadores e todas as pessoas que vivem do mar.

“O Apostolado do Mar é uma missão da Igreja Católica presente no mundo inteiro, especialmente, nos principalmente portos da América Latina desde 1920”, ressalta o padre.

A rede mundial da Stella Maris, um ministério marítimo da Igreja Católica fundado em Glasgow, no Reino Unido, em 1920, conta hoje com mais de 1.000 capelães e voluntários que promovem a pastoral de atenção espiritual, de informação e amizade. Em outubro de 2020, o Apostolado do Mar completou cem anos de missão no mundo. No dia do centenário, dom Philip Tartaglia, arcebispo de Glasgow, presidiu uma missa de ação de graças pelos 100 anos da Stella Maris.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados