CNBB

Projeto implanta quintais agroecológicos e beneficia 221 agricultores familiares em São Luís de Montes Belos (GO)

De 1º de novembro de 2019 a 1º de agosto de 2020, a Comissão Pastoral da Terra (CPT), regional Goiás, desenvolveu o projeto “Agroecologia: defesa da vida e da diversidade”, com famílias da agricultura familiar em três assentamentos de reforma agrária na diocese de São Luís de Montes Belos (GO). Ao todo, 221 pessoas foram beneficiadas, entre adultos, jovens e crianças.

O projeto recebeu apoio do recurso arrecadado pelo Fundo Nacional de Solidariedade no Domingo de Ramos a partir da mobilização da Coleta da Solidariedade da Campanha da Fraternidade (CF) 2019.

Segundo a responsável pelo projeto, Lucimone Maria de Oliveira, agente da CPT regional Goiás, o objetivo central foi ajudar as famílias de agricultores a compreender e difundir as práticas agroecológicas, como um modelo sustentável de desenvolvimento que leva em conta a convivência e o respeito aos recursos naturais e ao meio ambiente e, ao mesmo tempo, gera alimento e renda para as famílias beneficiadas.

A agente da CPT explica que com a formação teórica e técnica, a ação buscou aprofundar a agroecologia como eixo norteador de produção e de vida no campo.  Para isto, ela explica, foram feitas visitas e realizadas três etapas de formação em agroecologia.

O tema “políticas públicas” da CF 2019, de acordo com ela, também foi aprofundado nas etapas presenciais das capacitações. À luz das reflexões sobre ecologia integral da Encíclica ‘Laudato Si’, do Papa Francisco, o projeto buscou também ter como norte a defesa e o cuidado do bioma Cerrado.

De acordo com Lucimone, no intervalo das etapas presenciais, foram realizadas visitas de acompanhamento e orientação técnica às famílias envolvidas nas atividades de implantação de quintais e pomares agroecológicos. Também foram desenvolvidas ações de valorização da cultura camponesa e das tradições culturais do Estado de Goiás e troca de experiências entre os cursistas, técnicos e agentes de pastoral.

O projeto sofreu alterações em sua execução e forma de realizar as atividades em função da pandemia do novo Coronavírus. Contudo, a agente da CPT Goiás informa que os objetivos foram alcançados.

“Acreditamos que todos envolvidos estejam cientes da importância da produção e da vida no campo priorizando a boa convivência com o meio ambiente e que as famílias estejam adotando técnicas agroecológicas. Ao final do projeto, os quintais agroecológicos foram implantados”.

Mudas de mandioca plantadas nos quintais agroecológicos implantados pelo projeto. Fotos: arquivo CPT Regional Goiás

Fundo Nacional de Solidariedade

A Campanha da Fraternidade tem como gesto concreto a Coleta Nacional da Solidariedade, realizada no Domingo de Ramos nas comunidades de todo o Brasil. Os recursos são destinados aos Fundos Diocesanos e Nacional da Solidariedade, que apoiam projetos sociais relacionados à temática da campanha de cada ano.

Em 2019, o Fundo Nacional de Solidariedade (FNS) distribuiu a quantia de R$3.814.139,81, atendendo a mais de 238 projetos. Em 2020, por causa da pandemia, não ocorreu arrecadação. Conheça alguns projetos apoiados pelo FNS. O portal da CNBB está divulgando, desde o dia 10 de fevereiro de 2021, uma série de matérias sobre cada um dos projetos apoiados em 2019.

Desde 2018, o FNS disponibiliza um site onde é possível acompanhar e saber como anda a evolução da prestação de contas de cada projeto, por meio do Portal da Transparência que pode ser acessado pelo endereço: www.fns.cnbb.org.br. Nele, há uma relação completa dos projetos aprovados.  A CNBB também presta contas ao Ministérios da Cidadania e Justiça do Governo Federal, ao Ministério Público e ao Conselho de Assistência Social (CAS).

 

 


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados