CNBB

Live nesta quinta aborda mistanásia, cuidado dos enfermos e Pastoral

O Setor Universidades da Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e a Educação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) conclui nesta quinta-feira, 18 de fevereiro, a série de lives sobre temáticas relacionadas à pandemia de Covid-19. Encerra a série a abordagem sobre “Mistanásia, cuidado dos enfermos e Pastoral”. A iniciativa é realizada em conjunto com a Sociedade Brasileira de Cientistas Católicos.

“Este é o terceiro e último webinar da série sobre ciência, pandemia e religião. O terceiro episódio refletirá sobre a presença pastoral no cuidado aos enfermos por Covid-19 e no contexto de mortes por limitações ou omissões do Estado”, explica o assessor do Setor Universidades da CNBB, padre Danilo Pinto dos Santos.

Um dos convidados para a live é o bispo de Nova Friburgo, dom Luiz Antonio Lopes Ricci, que é pós-doutor em Bioética. Dom Ricci é autor do livro “A morte social: Mistanásia e bioética” (São Paulo: Paulus, 2017). Na obra, dom Antonio aborda o conceito de mistanásia e reflete sobre a dignidade da vida humana. O neologismo que dá origem ao termo é aprofundado na obra do ponto de vista da “morte social”, um referencial no campo da bioética que se soma ao trio eutanásia, distanásia e ortotanásia.

“A eutanásia social situa-se no campo econômico-sanitário quando a sociedade decide a sorte do doente, considerando apenas os recursos econômicos administrados com critérios de custo-benefício. Refere-se, particularmente, ao risco permanente de morte antecipada e prematura nas camadas pobres da população por falta de condições mínimas de vida e inadequado atendimento sanitário.” (RICCI, 2017, p. 44).

Também participa da live o professor doutor Alexandre Ernesto Silva, da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ). Alexandre Ernesto é autor do livro “Cuidados paliativos na atenção primária à saúde”.

O bate papo será mediado pelo sócio da SBCC professor doutor Juliano Moraes, da Universidade Federal de São João del-Rei.

A transmissão acontecerá pelo canal da CNBB no Youtube e também pelos canais da SBCC e da Comissão para a Cultura e Educação da CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados