CNBB

Em 2020, CNBB mobilizou fieis em corrente de oração do terço da esperança e da solidariedade

Em 2020, diante da pandemia da Covid-19, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em comunhão com o Papa Francisco no compromisso de intensificar as orações no período, uniu-se ao Brasil e convocou a todos para momentos de oração.

A iniciativa, principalmente em momentos delicados e difíceis como este, buscou elevar os corações ao Deus da Vida, no acolhimento de sua Palavra, fortalecendo a fé, a esperança e a união. “Conscientes de que as restrições ao convívio não durarão para sempre, aprendamos, a valorizar a fraternidade, tornando-nos ainda mais desejosos de, passada a pandemia, podermos estar juntos, celebrando a vida, a saúde, a concórdia e a paz” (trecho da nota “Tempos de Esperança e Solidariedade” da CNBB).

Conscientes ainda, à luz da Palavra de Deus, para o sentido da vida como Dom e Compromisso, tema da Campanha da Fraternidade de 2020, a intenção de oração do terço é dedicada também, além das vítimas, aos profissionais que incansavelmente trabalham por uma solução. “Sejamos disciplinados, obedeçamos às orientações e decisões para nosso bem e não nos falte o discernimento sábio para cancelamentos e orientações que preservem a vida como compromisso com nosso dom mais precioso” (trecho da nota “Tempos de Esperança e Solidariedade” da CNBB).

Terço Glorioso

O Terço da Esperança e da Solidariedade foi transmitido a partir do dia 18 de março, sempre às quartas-feiras, às 15h30. As emissoras, que durante este período de exibição, se dividiram nessas atividades foram: TV Evangelizar – Curitiba (PR), TV Aparecida – Aparecida (SP), TV Nazaré – Belém (PA), TV Imaculada – Campo Grande (MS),  TV Pai Eterno – Trindade (GO), TV Horizonte – Belo Horizonte (MG), TV Rede Século 21 – Valinhos (SP), TV Canção Nova – Cachoeira Paulista (SP), TV Rede Vida – São Paulo (SP) e Web Bom Jesus – Bom Jesus da Lapa (BA), unidas e exibindo a programação também em seus canais repetidores, afiliados, parceiros, canais a cabo e parabólica.

Além das emissoras de TV, o programa foi exibido pelas redes de rádios:  RCR – Rede Católica de rádios, Rede Aparecida de rádios, Rede Milícia da Imaculada, Rede Evangelizar de rádios e pelos canais on-line de todas as emissoras, e pela própria CNBB que exibiu todos os episódios  através do seu canal de YouTube oficial.

Rezado, de diferentes lugares do Brasil, inclusive por membros da presidência da entidade, a iniciativa buscou trazer conforto aos lares, especialmente neste momento de enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

“Queremos unir nossos corações pela força da fé, nutridos pela esperança, para a recitação do terço da esperança e da solidariedade”.

Terço Vocacional 

Em agosto, período em que a Igreja celebra o mês vocacional, o Terço da Esperança e da Solidariedade esteve em cada semana, em sintonia com as diversas vocações. A primeira semana foi em intenção das vocações dos diáconos, presbíteros e bispos (ministérios ordenados).

Na segunda semana o terço foi rezado em intenção da vocação do pai, mãe e filhos (da família).

Já o Terço Vocacional da terceira e quarta semana de agosto teve como intenção central a vocação dos cristãos leigos e leigas. Durante o momento de oração, houve a renovação das promessas batismais.

Terço Missionário

No mês de outubro, dedicado às missões, o Terço da Esperança e da Solidariedade, foi em prol das igrejas presentes em cada continente do mundo. “Queremos proclamar a esperança para tantas vidas doadas de forma solidária”, afirma o irmão Diego Joaquim, missionário redentorista.

68 anos da CNBB – No dia 14 de outubro, aniversário da CNBB, bispos, assessores e colaboradores da CNBB rezaram o terço nas intenções da Conferência e da Igreja no Brasil.

O bispo auxiliar de São Sebastião do Rio de Janeiro (RJ) e secretário-geral da CNBB, dom Joel Portella Amado, disse que houve no terço um pouco do mosaico que é a vida da CNBB: “Uma vida dinâmica, fraterna e servidora, mas nem sempre conhecida. Embora sendo um organismo dos bispos, sem a colaboração de tantos corações generosos e abnegados, a CNBB não cumpriria sua função”, disse dom Joel.

Repercussão

Ao longo da exibição, muitos fieis entraram em contato com a CNBB por telefone, pelo e-mail de sua Assessoria de Comunicação e por suas diferentes plataformas nas redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter) cumprimentando a entidade pela realização do terço em cadeia nacional e também pedindo a continuidade, como nos exemplos abaixo:

Boa tarde!
Em primeiro lugar venho agradecer aos Senhores a oportunidade que nos deram com o Terço da Solidariedade. Por esta razão venho pedir que organizem outros Terços como este, se fosse possível diariamente. Faz muito bem a todos e principalmente aos idosos que se angustiam e buscam sempre conforto na oração.  Agradeço a atenção.

Maria do Rosário Trompieri

 

Boa noite!
Escrevo para sugerir que seja rezado outras vezes o terço da esperança e da solidariedade. Nesses tempos difíceis que vamos atravessar e com muitas pessoas isoladas em duas casas é um momento de oração que nos conforta e nos dá esperança. Façam outras vezes, na frequência que for possível. Obrigada. Que Deus nos abençoe,

Maria da Glória

 

Boa noite!
Como superintendente da TV Diário do Sertão, na cidade de Cajazeiras, no sertão da Paraíba, quero comunicar que estamos unidos com a CNBB na corrente de oração. Transmitimos hoje e continuaremos.

José Dias Neto

 

Última exibição

O 42º e último episódio do Terço da Esperança e da Solidariedade acontecerá em 30 de dezembro, na quarta-feira, e será gerado pela TV Evangelizar e exibido pelos canais que efetuam o “Pool” de transmissão, gerado no Santuário Nossa Senhora de Guadalupe e de Jesus das Santas Chagas, em Curitiba (PR), com a participação de dom José Antônio Peruzzo, arcebispo de Curitiba e pelo padre Reginaldo Manzotti – Reitor do Santuário, religiosas e leigos e com a presença de Geizom Sokacheski, coordenador de SIGNIS Brasil TV.

Acompanhe também pelo canal da CNBB, no Youtube: https://www.youtube.com/c/CNBBNacional/featured


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados