CNBB

Igreja e sociedade civil denunciam condições precárias dos venezuelanos em PE

Com o apoio da Cáritas Regional Nordeste 2, organismo vinculado à CNBB NE2, organizações da sociedade civil divulgaram uma carta com denúncias graves sobre as condições insalubres do povo Warao, que está refugiado em Pernambuco. Vivendo em imóveis sem infraestrutura adequada, os indígenas venezuelanos sofrem com acesso precário à água e comida, e sem emprego.

A Igreja Católica e demais entidades denunciantes exigem a reparação imediata por todas as violações de direitos provocadas pelos poderes públicos, a elaboração de um plano de assistência social, o estabelecimento de um fluxo de atendimento inclusivo, a garantia da segurança alimentar e a aplicação dos recursos já liberados pelo Governo Federal em favor dos refugiados e migrantes. Um carta-denúncia sobre a violação de direitos de migrantes indígenas Warao recebe assinaturas: assine clique aqui.

Leia a notícia na íntegra. 


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados