CNBB

Segundo domingo do Advento

Dom Eurico dos Santos Veloso
Arcebispo Emérito de Juiz de Fora (MG)

SEGUNDO DOMINGO DO ADVENTO ANO B

“Eis o vosso Deus, eis que o Senhor Deus vem com poder, seu braço tudo domina: eis, com ele, sua conquista, eis à sua frente a vitória”. (Is 40,9-10)

         Ao celebrar o Segundo Domingo do Advento, avançamos mais um passo para rememorar a Primeira Vinda do Salvador. E, a Liturgia de hoje, também enfatiza sobre o reencontro da criatura com o Criador, apontando a preparação do caminho para o alcance da salvação, a todos nós que esperamos veementemente a alvorada do Novo Céu e da Nova Terra, pois Aquele que “vos batizará com o Espírito Santo”(cf.Mc 1,8b) está próximo.

A Primeira Leitura, retirada do Livro do Profeta Isaías (Is 40,1-5.9-11 ), o profeta anuncia “o festivo do retorno já próximo do povo da Babilônia para Jerusalem. É uma verdadeira explosão de alegria, não tanto pelo acontecimento histórico em si, quando pelos motivos invisíveis ligados à libertação; fala-se do perdão completo dos pecados agora expiados e do restabelecimento da amizade entre o povo e Deus, que agora volta como pastor entre seu rebanho” (cf. Missal da Assembleia Cristã)

 No Evangelho de Marcos (Mc 1,1-8) é conferida a João Batista a profecia do livro Profeta Isaías: “Eis que envio meu mensageiro à tua frente, para preparar o teu caminho. Esta é a voz daquele que grita no deserto: ‘Preparai o caminho do Senhor, endireitai suas estradas!” (cf. Mc 1,2b-3). Ora, o início do anúncio profético de João Batista é a preparação para Àquele que, nas palavras do próprio João Batista: “Eu nem sou digno de me abaixar para desamarrar suas sandálias” (cf. Mc 1,7c), possa trazer a salvação a todos e, principalmente, “ele (o Messias) vos batizará com o Espírito Santo”(cf. Mc 1,8b).

A Segunda Leitura, dada pela Segunda Carta de São Pedro (2Pd 3,8-14), o Apóstolo encoraja-nos a viver na vigilância e imerso na paciência do retorno do Salvador, afinal não sabemos o dia e a hora. Porém, tal “demora” é a chance para que todos tenham a chance de vivenciar a conversão, afinal “Ele está usando de paciência para convosco. Pois não deseja que alguém se perca, ao contrário, quer que todos venham a converter-se” (cf. 2Pd 3,9). Portanto, que possamos nos esforçar para que Ele nos encontre numa vida pura e sem mancha.

Enfim, imersos na Palavra da Liturgia deste domingo, possamos nos comprometer a intensificar a nossa fé e nossa esperança na Vinda Gloriosa de Jesus. E nas palavras do Salmista: “Está perto a salvação dos que o temem, e a glória habitará em nossa terra” (cf. Sl 84,10).

Maranatha! Vem Senhor Jesus!

Saudações em Cristo!

 

 


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados