CNBB

Coleta do Bem

Cardeal Orani João Tempesta
Arcebispo do Rio de Janeiro (RJ)

 

“Somos Igreja: cuidamos da vida, cuidamos do anúncio da Palavra e cuidamos dos pobres”.

“Conheceis a generosidade de Cristo.” (2Cor 8,9).

A Coleta do Bem acontecerá no final de semana (34º domingo do tempo comum), dias 21 e 22 de novembro, dia de Cristo Rei, em que celebramos o último domingo do Tempo Comum. Essa coleta une as coletas nacionais da Campanha da Fraternidade (transferida de domingo de Ramos) e a da Evangelização (adiantada do terceiro domingo do advento). A coleta da Solidariedade é para as questões sociais das dioceses e da igreja no Brasil. A coleta da Evangelização tem o escopo evangelizador na diocese, regional e nacional. Essa ação é como um gesto concreto dessas dias campanhas e também motivados pela celebração do dia 15 de novembro quando celebramos o Dia do Pobre instituído pelo Papa Francisco. As duas campanhas nacionais anuais são um modo de partilha dos católicos com as preocupações sociais e de evangelização da igreja.

O lema da Campanha da Evangelização que se inicia no domingo de Cristo Rei e vai até o terceiro domingo do advento é: “É tempo de cuidar da evangelização” e tem como lema: “conheceis a generosidade de Cristo” (2Cor 8,9). Com a coleta do bem recordamos que “somos igreja, cuidados dos pobres”. Ou seja: “Somos Igreja: cuidamos da vida, cuidamos do anúncio da Palavra e cuidamos dos pobres”. Através do lema a Igreja quer dizer que se anunciamos a Palavra e consagramos a Eucaristia, nesses dois gestos participamos de duas grandes mesas, dentro do corpo místico que é a Igreja, nossa missão após a celebração da Eucaristia é anunciar a palavra e partilhar o pão com os menos favorecidos. E o lema tirado da Carta de São Paulo aos Coríntios nos impulsiona a viver a generosidade que Cristo viveu e as pessoas saberão que somos d’Ele se assim o fizermos.

É tempo de cuidar da evangelização, nós como discípulos missionários do Senhor que somos devemos evangelizar a todos, e não deixar que o anúncio da Palavra fique somente no âmbito do templo, mas é preciso levar esse anuncio as nossas casas, as periferias, escolas e trabalho. E da mesa do altar, onde somos todos irmãos e partilhamos a Eucaristia, somos impulsionados a partilhar o pão com todos, inclusive os mais necessitados.

A “Coleta do Bem” e como tantas outras coletas que a Igreja realiza é para ajudar a Igreja na sua missão evangelizadora no social e na missão. É através dessas coletas que se faz possível chegar recursos tanto pelas questões sociais, como também de evangelização a tantos lugares do Brasil.

Por isso, aquilo que doamos nessas campanhas é destinado à fraternidade e à evangelização. É para suprir a necessidade de tantos projetos sociais e de evangelização que sempre tem suas necessidades. Por isso temos essas campanhas, elas são um modo concreto de ser da Igreja, desde que tenham o seu devido destino. E essa Campanha vem num dia oportuno que é a Solenidade de Jesus Cristo Rei do Universo, fechando assim o Ano Litúrgico e podendo fazer a nossa parte de ajudar os que mais necessitam, na esperança confiante da vinda do Senhor. Essa celebração se realiza no domingo após celebrarmos IV Dia Mundial do Pobre por vontade e desejo do Papa Francisco de espalharmos a misericórdia e a compaixão.

Esse ano devido a pandemia da Covid-19 muitas pessoas perderam emprego, não conseguindo trazer o sustento para as suas famílias. Algumas famílias perderam seus entes queridos. São muitas necessidades para a evangelização e fraternidade em âmbito diocesano, regional e nacional.

Por isso esse ano e, sobretudo no mês de novembro, somos chamados à generosidade a abrir o nosso coração a necessidade do irmão, olhar para aquele que sofre e que está passando por uma situação difícil. Com essa pandemia estamos entrando num “novo” normal, onde temos que ser mais generosos com os outros, sermos mais humildes e cuidando do próximo.

Vamos ser generosos. Por isso quem é generoso na evangelização tem mérito de evangelizador. Por isso rezemos a oração para a Campanha da Evangelização 2020 e que nos motiva a viver essa coleta do bem englobando duas coletas nacionais:

Oração para a Campanha da Evangelização 2020

Bendito sois, Deus da vida,
auxílio dos pobres e vulneráveis,
amparo daqueles que esperam em vós.
Ajudai-nos a testemunhar a alegria da evangelização,
em meio aos desafios do tempo presente.
Batizados e enviados para anunciar a Palavra, cuidar da vida e
evangelizar os pobres, vivendo
em comunidades eclesiais missionárias,
queremos renovar nossa responsabilidade com a missão da Igreja.
Renovai nossa esperança,
fortalecei nosso chamado,
enviai-nos em missão.
Por Jesus Cristo,
na força do Espírito Santo.
Amém.

Motivados por Cristo e inspirados pelo Divino Espírito Santo façamos generosamente a nossa coleta nesse domingo dia 22, cumprindo assim o que Jesus nos pediu, de sermos discípulos e missionários dele. E se eu ajudo o meu irmão que não vejo, Deus ajudara a nós que não o vemos. Amém.

 

 

 


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados