CNBB

Estende a tua mão ao pobre: a IV Jornada Mundial dos Pobres pelo Brasil

A Igreja no Brasil realiza, durante esta semana, a Jornada Mundial dos Pobres de 2020. A proposta inspira-se no convite feito pelo Papa Francisco em sua mensagem para a ocasião, na qual ele sugere o tema “Estende a tua mão ao pobre” (Sir 7, 32). Celebrar a Jornada Mundial dos Pobres neste ano, portanto, sugere estar com as pessoas em situação de pobreza, rezar com elas e também lutar por políticas públicas, econômicas, reformas dos programas sociais e ações erradicação da extrema pobreza e combate à desigualdade social. Em várias partes do Brasil, diversas iniciativas são promovidas, mesmo diante da pandemia, para cumprir com esta ideia de proximidade.

““Estende a tua mão ao pobre” (Sir 7, 32): a sabedoria antiga dispôs estas palavras como um código sacro que se deve seguir na vida. Hoje  ressoam com toda a densidade do seu significado para nos ajudar, também a nós, a concentrar o olhar no essencial e superar as barreiras da indiferença”, afirma o Papa Francisco em sua mensagem.

Eventos

Seminário

Na quarta-feira, 11 de novembro, agentes de pastoral, membros de organismos, movimentos e serviços participaram de um seminário promovido pela Cáritas Brasileira para refletir e celebrar a partir da motivação da Jornada Mundial dos Pobres. O evento foi descrito como “festa da cultura do encontro, da reflexão, da esperança, da utopia e da profecia”, e teve a participação do bispo auxiliar do Rio de Janeiro (RJ) e secretário-geral da CNBB, dom Joel Portella Amado.

Em sua reflexão, o secretário-geral da CNBB afirmou que o Dia Mundial dos Pobres nasce no coração de Deus, presente no coração do Papa Francisco. O bispo destacou o diagnóstico que o Papa fez desde o início do pontificado sobre um dos grandes desafios da humanidade: a globalização da indiferença. Dom Joel Amado ainda motivou a todos para que sempre mantenham a relevância desta celebração:

“Não deixemos que esse dia caia no conjunto de atividades rotineiras, na burocracia pastoral, mais um dia, mais um evento, mais uma efeméride. Não! Que a Jornada Mundial dos Pobres seja de fato a renovação e o fortalecimento dessa nossa relação de irmãos e irmãs com os pobres ou os vulnerabilizados – uma categoria ampla a meu ver que ultrapassa todos os limites e mostra que Deus não nos fez vulnerabilizados, mas o pecado instaurado nesse mundo assim o fez”.

Também em âmbito nacional, foi realizada mais uma “Live da Esperança e da Solidariedade“, que refletiu sobre o tema da Jornada Mundial dos Pobres a partir da realidade da pobreza que assola populações em várias partes do mundo e, em especial, no Brasil. Especialistas discutiram como isso repercute na vida das pessoas, comprometendo-as no âmbito da segurança alimentar e nutricional e, em muitos casos, levando-as à fome.

Nordeste 2

Em preparação para o Dia Mundial dos Pobres, arquidioceses do Regional Nordeste 2 da CNBB realizam, durante a semana, ações de cuidado e atenção aos mais vulneráveis. As comunidades também preparam atos litúrgicos solenes. Arquidiocese de Olinda e Recife promoveu, no dia 9, uma manhã solidária, em Camaragibe, Região Metropolitana. Cerca de 150 pessoas, entre elas crianças, foram contemplados com serviços gratuitos de estética como corte de cabelo, maquiagem e designer de sobrancelhas. Ainda houve recreação para os pequenos.

Foto: Pascom Arquidiocese de Olinda e Recife

As famílias tiveram um momento de partilha com o arcebispo, dom Fernando Saburido, e o bispo auxiliar e presidente da Comissão Regional Pastoral para a Ação Sociotransformadora da CNBB NE2, dom Limacêdo Antonio. Os religiosos ainda participaram de um almoço coletivo e fizeram a entrega de cestas básicas aos beneficiários da ação.

Em Alagoas, com apoio da Cáritas, a Província Eclesiástica realizará uma celebração conjunta, no sábado (14), véspera do Dia Mundial dos Pobres. A missa, no Santuário Arquidiocesano Virgem dos Pobres, será celebrada pelo arcebispo de Maceió, dom Antônio Muniz, e concelebrada pelo bispo de Palmeira dos Índios, dom Manoel Filho, e pelo administrador diocesano de Penedo, padre Daniel Nascimento. A celebração eucarística poderá ser acompanhada pelas redes sociais das igrejas alagoanas.

Saiba mais sobre as atividades programadas no Regional Nordeste 2:

View this post on Instagram

#JornadaMundialDosPobres 📍De 8 a 15 de novembro de 2020 toda a Rede Cáritas no NE2, vivencia a V Jornada Mundial dos Pobres. 📢Com o tema “Estende a tua mão ao pobre” (Sir 7,32), somos chamados a estar com as pessoas em situação de pobreza, rezar com elas e também lutar por políticas públicas, econômicas, reformas dos programas sociais e ações de erradicação da extrema pobreza e combate à desigualdade social. 🎯As entidades membros que compõe do Regional NE 2 nos estados de Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, estão vivenciando uma programação especial durante a IV Jornada Mundial dos Pobres. 📱💻🖥️Saiba mais acompanhando nossas redes sociais. . . @caritasmossoro @caritas_mcz @caritaspesqueira @caritasdiocesanacampinagrande @caritas.paroquial.cearamirim @caritasgaranhuns @asdppb @caritascaico @caritasnatal @caritasaor @caritaspalmeiradosindios @arqpb . . #caritasbrasileirane2 #JornadaMundialdosPobres #PapaFrancisco #tuamao

A post shared by Cáritas Brasileira Nordeste 2 (@caritasregionalnordeste2) on Nov 10, 2020 at 4:18am PST

Norte 2

Na arquidiocese de Belém (PA), a programação iniciou em setembro e segue até dia 22 de novembro, realizada pela Coordenação de Pastoral com promoção do Ministério da Caridade. A programação da Jornada Mundial dos Pobres será realizada nas oito Regiões Episcopais. Entre as atividades da Jornada Mundial dos Pobres estão ações missionarias, lives, visitas, arrecadação e doação de alimentos. Na arte do cartaz, destaca-se o rosto do Padre Bruno Sechi, falecido em maio deste ano, grande articulador da arquidiocese em prol dos menos favorecidos da sociedade. Padre Bruno foi responsável pela criação do Ministério da Caridade e da Comissão de Justiça e Paz na Arquidiocese de Belém.

Vídeo de Abertura da IV Jornada Mundial Pelos Pobres

Texto: Dom Alberto Taveira CorrêaAdaptação e voz: Francisco José Corrêa de Araújo, OFSEdição: Gessica Borges Faial (Pascom Paróquia Santa Mãe de Deus – Maguari)

Posted by Cáritas Belém on Saturday, September 12, 2020

Sul 1

Na arquidiocese de São Paulo (SP), o bispo auxiliar dom Jorge Pierozan participa, na próxima terça-feira, 10 de novembro, às 20h30, no PASCOM #Conecta, de uma live sobre o tema “Estende a tua mão ao pobre”.

Também pelas redes sociais, o arcebispo de Campinas (SP), com Dom Moacir Silva, refletirá sobre a mensagem do Papa para o Dia Mundial dos Pobres, no domingo, 15 de novembro, às 17h. O programa “Estou Convosco” é um momento de Diálogo, Formação e Catequese transmitido na página da arquidiocese no Facebook.

Sul 2

A arquidiocese de Maringá (PR) está mobilizada no objetivo de oferecer alimentos para 400 famílias em situação de pobreza e vulnerabilidade social. As ajudas em dinheiro serão convertidas em cestas de alimentos adquiridos de pequenos agricultores da regão.

Sul 4

Na diocese de Criciúma (SC), sob a responsabilidade da Cáritas Diocesana, são três momentos fortes de celebração transmitidos pelas redes sociais. Na quarta feira, houve a celebração na paróquia Nossa Senhora da Conceição de Urussanga, com o tema: Estende a tua mão ao pobre.

Hoje, na paróquia Santa Bárbara, Criciúma, o tema em destaque é “Mãos que se estendem para promover políticas públicas”. No dia 13, na paróquia Nossa Senhora da Salete, Criciúma, a reflexão será sobre “Mãos que se estendem para acolher e cuidar dos pobres”.

A diocese de Caçador (SC), através do Conselho Diocesano de Leigos e das Pastorais Sociais da Diocese, lançou o Mês da Solidariedade, de 15 de outubro a 22 de novembro, tendo em vista a preparação da celebração do Dia Mundial dos Pobres e do dia dos Cristãos Leigos e Leigas. A proposta é sensibilizar e incentivar gestos de cuidado, caridade e solidariedade, iluminados pela mensagem do Papa Francisco para o 4º Dia Mundial dos Pobres.

Leste 1

Na diocese de Nova Iguaçu, a Comissão da Caridade, Justiça e Paz da propôs para as paróquias uma semana para colocar visível o esforço de dar o testemunho e estender a mão ao pobre. Desde o dia 10 até o dia 14, várias postagens nas redes sociais das paróquias, organismos e instituições incentivam e testemunham ações em favor dos mais vulneráveis.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados