CNBB

CNBB coloca Comissão para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial à disposição do bispo brasileiro de Pemba, em Moçambique

A presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) enviou ao bispo brasileiro de Pemba, em Cabo Delgado, região norte de Moçambique, dom Luiz Fernando Lisboa uma carta de apoio e solidariedade que se estende ao povo de Pemba em razão da situação humanitária grave na província que vem sofrendo há alguns anos com tensões políticas, culturais, religiosas e o agravamento da fome.

“A missão, caro irmão, levou-o até terras moçambicanas, onde, hoje, sob a graça de Deus, o senhor serve como pastor. O Papa Francisco tem nos recordado a condição intrínseca de cada cristão, que é ser missionário”, destaca um trecho da carta.

O documento coloca ainda a Comissão Episcopal Pastoral para Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da conferência, na pessoa do presidente dom Odelir José Magri, à disposição do bispo de Pemba para ajudar no que for possível já que o bispo tem sido a voz daquele chamando a atenção para o agravamento da situação humanitária na província e, por isso, tem recebido críticas e até mesmo ameaças de morte.

Por outro lado, dom Luiz Lisboa tem recebido bastante apoio de religiosos do Brasil e do mundo. Na manhã da última quarta-feira, dia 19 de agosto, o bispo foi surpreendido com uma ligação do Papa Francisco.

“Recebi uma chamada Papa Francisco que me deu muito confortou. Durante a chamada, o Papa Francisco expressou a sua proximidade ao Bispo (de Pemba) e ao povo da região de Cabo Delgado. Ele disse que está acompanhando os acontecimentos na nossa província com grande preocupação e que está constantemente rezando por nós. O Santo Padre também me disse que se houvesse algo mais que ele pudesse fazer, não devemos hesitar em pedir-lhe. Ele está pronto a caminhar connosco. Eu exprimi para ele a minha profunda apreciação pelo gesto do telefonema e disse-lhe quanto lhe agradecemos quando no dia 12 de Abril ele rezou por Cabo Delgado no Domingo de Páscoa durante a Bênção do Urbi et Orbi. Disse-lhe que a sua referência à crise humanitária na nossa província fez com que outras pessoas também tomassem conhecimento da nossa situação. Começamos a ver mais congregações, algumas organizações (humanitárias), indivíduos – tanto locais como externos, começando a ajudar na nossa situação. Eu disse: Santo Padre, o senhor colocou Cabo Delgado no mapa do mundo. E ele simplesmente comentou em italiano, ‘Che bello!’ (Que lindo!) ”, contou o bispo de Pemba ao Vatican News.

Há 40 anos, a Igreja no Brasil por meio do Regional Sul 1, que compreende o estado de São Paulo, e o COMIRE Sul 3, possui uma missão ad gentes em Moçambique, nas aldeias de Nangade, Mazeze e Metoro.

Ataques em Cabo Delgado

Desde outubro de 2017, a província de Cabo Delgado, região norte de Moçambique tem sido abalada por ataques mortais perpetrados por grupos armados cujas operações estão se tornando cada vez mais sofisticadas e uma fonte de ansiedade para os vizinhos de Moçambique, particularmente a Tanzânia. Os ataques resultaram em centenas de mortos e o deslocamento de moradores devido ao clima de medo que reina na região.

Leia a carta em anexo 0375 – Da Presidência da CNBB ao bispo de Pemba, Moçambique

Com informações do Vatican News e fotos DW/D Anacleto

O post CNBB coloca Comissão para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial à disposição do bispo brasileiro de Pemba, em Moçambique apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados