CNBB

Um “Sim” a Deus e aos irmãos, na oração e na missão

Dom José Gislon
Bispo de Caxias do Sul

 

Neste final de semana, a Igreja convida seus filhos e filhas, a celebrarem na liturgia, a Solenidade da Assunção de Nossa Senhora. Contemplando o mistério da Assunção da Bem Aventurada Virgem Maria, queremos celebrar a ação de Deus na história da salvação: a ressurreição, que da morte fez nascer a vida plena, a humilhação que deu lugar à glória, a derrota que foi transformada em vitória e a escravidão em liberdade.

A fé da Virgem Maria é exemplar para todos aqueles que crêem, é confiança plena na palavra do Senhor. A sua fé, portanto, é disponibilidade para servir o Senhor, em plena liberdade, cooperando com a ação do Redentor e colocando-se a serviço da vida como a serva. Este servir a Deus que marca a sua vida começa com a Anunciação, prossegue com o seguimento silencioso e escondido de Jesus até a cruz, e continua depois, no cenáculo e na comunidade apostólica depois da Páscoa.

Como Igreja, comunidade de fé, no mês de agosto, Mês Vocacional, no terceiro domingo, recordamos e rezamos pelas religiosas e religiosos, pelo dom da vocação que lhes foi concedida, para viver intensamente a missão de amar e servir o Senhor, servindo a Igreja, Povo de Deus. Vida religiosa é seguimento de Jesus Cristo, entrega da própria vida, através de um “sim”, incondicional, como fez a jovem Maria de Nazaré, que foi mãe, discípula, seguidora e servidora do seu filho Jesus.

Hoje, nas casas pertencentes às várias Ordens e Congregações, presentes em nossa Diocese, vivem dezenas de religiosos e religiosas, que já percorreram um longo caminho na vida e, fragilizados fisicamente pela idade ou por doenças, vivem o “sim” da consagração, do amor – serviço, da comunhão e do discipulado, através do silêncio, da oração, da contemplação e da convivência em fraternidade. São homens e mulheres que consumiram a vida pela causa do Reino, com ternura, altruísmo, caridade e esperança.

A nossa Diocese de Caxias do Sul, em nome de todos os diocesanos, manifesta sua profunda gratidão aos religiosos e religiosas, pela presença dos vários carismas, nesta Igreja particular, mas também pela valiosa contribuição que deram e continuam prestando à formação religiosa, espiritual e intelectual do nosso querido povo, sem esquecer do trabalho na área da saúde, do cuidado com a vida, dom de Deus a cada um de nós.

O post Um “Sim” a Deus e aos irmãos, na oração e na missão apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados