CNBB

Paróquias inovam na festa de Nossa Senhora do Carmo no contexto da pandemia

No Twitter, o Papa Francisco recordou que hoje, 16 de julho, é a festa litúrgica de Nossa Senhora do Carmo, mãe da Ordem Carmelita. “Nossa Senhora do Carmo, nossa mãe, ajuda-nos a ter mãos inocentes e um coração puro, a não pronunciar uma mentira e a não falar em detrimento de outras pessoas. Assim poderemos subir o monte do Senhor e obter sua bênção, sua justiça, sua salvação”, disse o Santo Padre.

Uma das comunidades da paróquia. Fotos: Felipe Michelon Padilha

Em Caxias do Sul, a comunidade Nossa Senhora do Carmo, do bairro Panazzolo, irá celebrar a festa da padroeira com programação de missas e almoço drive-thru em função do contexto da pandemia. As atividades iniciam nesta quinta-feira, 16 de julho, dia em que a Igreja recorda a memória deste título mariano, e se estendem até domingo,  19 de julho, onde acontece o ponto alto das comemorações à Mãe de Deus com celebração de missa festiva e distribuição de escapulários.

Todas as celebrações serão transmitidas pelo Facebook da Paróquia Santos Apóstolos da qual a comunidade faz parte. Em virtude da situação da bandeira vermelha do Distanciamento Controlado do Governo do Rio Grande do Sul, a ocupação máxima da igreja do Carmelo será de 20 pessoas em cada momento de oração.

Na última quarta-feira, 15 de julho, o Terço da Esperança e da Solidariedade, organizado pela CNBB, foi rezado pelo bispo da diocese de São Luís de Montes Belos (GO), dom Lindomar Rocha Mota, direto do Carmelo da Santíssima Trindade e Imaculada Conceição, em Trindade (GO). As monjas carmelitas rezaram o terço veiculado nas emissoras de inspiração católica do Brasil. A comunidade monástica é composta por 11 irmãs e 2 postulantes.

Entrada de noviça no Carmelo da Santíssima Trindade e Imaculada Conceição, em Trindade (GO), em 2015. Foto: arquivo do Carmelo.

Modelo de oração, contemplação e dedicação

Venerada desde o século XIII, o nome de Nossa Senhora do Carmo está ligado à região do Monte Carmelo, alto promontório que se eleva na costa oriental do mar Mediterrâneo, precisamente na altura da Galileia. Em hebraico, “carmo” significa vinha; e “elo” significa senhor; portanto, “Vinha do Senhor”.

O Carmelo tem nas suas ladeiras numerosas grutas naturais, preferidas pelos eremitas. O mais célebre destes homens foi o grande profeta Elias que, no século IX a. C., defendeu estrenuamente da contaminação dos cultos idolátricos, a pureza da fé no Deus único e verdadeiro. Inspirando-se precisamente na figura de Elias, nasceu a Ordem contemplativa dos “Carmelitas”, família religiosa que entre os seus membros enumera grandes Santos, como Teresa de Ávila, João da Cruz, Teresa do Menino Jesus e Teresa Benedita da Cruz (no século, Edith Stein).

Os Carmelitas difundiram no povo cristão a devoção à Bem-Aventurada Virgem do Monte Carmelo, indicando-a como modelo de oração, de contemplação e de dedicação a Deus. O Escapulário também ajudou na difusão desta devoção mariana em todo o mundo, sinal de cuidado materno. Carregando sobre o peito, o escapulário nos recorda a misericórdia de Deus para conosco e nos convida a viver segundo a sua Santa Palavra.

Carmelo e vida contemplativa

Segundo o cardeal Orani João Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro (RJ), em artigo publicado no site da CNBB, “no Carmelo se vive uma vida contemplativa, dedicando a maior parte do tempo à oração. De que modo? Vivendo longe das preocupações do mundo em regime de clausura. Rezando pelo mundo e pelas pessoas que acorrem até aos Carmelos pedindo oração.

Ele contou algumas particularidades da vida consagrada no Carmelo que é dividida no ramo masculino e no ramo feminino. Uma tradição das Irmãs Carmelitas é o apadrinhamento de pessoas das quais se tornam suas Madrinhas de Oração junto à Nossa Senhora do Carmo, intercedendo por elas em suas intenções.

A Ordem dos Carmelo surgiu na Terra Santa, em meados do século XII, sob a herança de Elias no Monte Carmelo. A partir daí, surgiram os mosteiros ao redor do mundo, que foram dedicados à Santíssima Virgem. Desde então, a devoção à Virgem do Carmo se espalhou ao redor do mundo.

Peçamos a intercessão de Nossa Senhora do Carmo por toda a Igreja, para que possamos corresponder, com fidelidade, ao chamado de Jesus e possamos ser filhos dignos dessa Mãe amorosa que é Maria. Em especial, que Ela interceda pela Ordem do Carmo e por aqueles que, até hoje, abraçaram a vida contemplativa e monástica para terem perseverança na vocação e que rezem por todos nós junto de Nossa Senhora.

Por intercessão de Maria Santíssima do Carmo, que possamos vencer essa pandemia da Covid-19 e que os cientistas e médicos possam logo achar a cura e vacina para essa doença. Que Ela dê coragem a todos os médicos e  enfermeiros que, dia a dia, enfrentam as dificuldades para achar a cura e o tratamento dessa doença“, pediu o cardeal.

 

O post Paróquias inovam na festa de Nossa Senhora do Carmo no contexto da pandemia apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados