CNBB

Dia das Mães que amam, mães que cuidam!

Dom Eurico dos Santos Veloso
Arcebispo Emérito de Juiz de Fora (MG)

 

“Uma sociedade sem mães seria uma sociedade inumana, porque as mães sabem testemunhar sempre, mesmo nos piores momentos, a ternura, a entrega, a força moral” (Papa Francisco)

 

         Celebramos, neste 5º. Domingo da Páscoa, o Dia das Mães! São estas mulheres que testemunham a beleza da vida, assim “ser mãe não significa somente colocar um filho no mundo, mas é também uma escolha de vida. Qual é a escolha de vida de uma mãe? A escolha de vida de uma mãe é a escolha de dar a vida. E isto é grande, é bonito.” (Francisco, 2015 – https://noticias.cancaonova.com/mundo/papa-francisco-manifesta-gratidao-e-afeto-a-todas-as-maes/ – acesso em 08 de maio de 2020).

         O “dar a vida” é o doar-se sem medidas, o amor incondicional que encontramos em todas as MÃES, desde as mais humildes, que tantas vezes são desamparadas e desassistidas pela sociedade e o Estado; as que sofrem ao verem seus filhos nos caminhos transviados nas drogas e prisões; até aquelas que assistem e sofrem o leito de morte dos seus filhos vivenciando a inversão do curso natural, enterrando aqueles que amou por primeiro.

         A intensidade de amor vivido por estas mulheres é divino, afinal só elas são capazes de “mostrar o rosto materno de Deus”, através da ternura, compaixão, maternidade, sendo esta última, uma participação essencial no renovação da geração humana, mistério da criação (Francisco). Assim, “Quando um filho cresce, torna-se adulto, caminha com as próprias pernas, faz o que quer e, às vezes, pode até sair do caminho. Em todas as situações, a mãe tem sempre a paciência de continuar a acompanhar os filhos. O que a impele é a força do amor; a mãe sabe acompanhar com discrição e ternura o caminho dos filhos e até quando erram procura sempre o modo de os compreender, para estar próxima, para ajudar” (Francisco, 2013 – https://noticias.cancaonova.com/mundo/papa-francisco-manifesta-gratidao-e-afeto-a-todas-as-maes/ – acesso em 08 de maio de 2020).

         Ora, e a Mãe sente quando o seu filho sofre, sente quando ele está passando por algo. Não é à toa que a “intuição de mãe” nunca falha. E outra coisa que nunca falha é quando a Mãe pede a Deus pelo seu filho, afinal elas sabem bater à porta do Coração de Deus: “As mães rezam muito pelos seus filhos, especialmente pelos mais frágeis, por quantos enfrentam maiores necessidades, por aqueles que na vida empreenderam caminhos perigosos ou errados” (Francisco, 2013).

         Enfim, o Ser Mãe é essencial para uma sociedade devido a força, luta, amor e caridade. “Uma sociedade sem mães seria uma sociedade inumana, porque as mães sabem testemunhar sempre, mesmo nos piores momentos, a ternura, a entrega, a força moral” (Papa Francisco).

Que Deus abençoe todas as mães! Que do céu as mães e avós falecidas sejam nossas intercessoras junto de Deus!

Saudações em Cristo Ressuscitado!

 

 

O post Dia das Mães que amam, mães que cuidam! apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados