CNBB

Dia primeiro de maio, festa de São José Operário

Dom Vital Corbellini
Bispo de Marabá – PA

O evangelho de Mateus nos mostra que Jesus pertencia a uma família simples, humilde, que era bem conhecida em Nazaré, na qual Jesus era percebido como o Filho do carpinteiro. No entanto Ele não foi bem acolhido pelos nazarenos. Não sejamos como eles que não viram nele o Filho de Deus na realidade humana, mas acolhemos a Palavra de Deus em Jesus Cristo, da Igreja, pelos seus enviados, pelas pessoas que espalham o amor a Deus, ao próximo como a si mesmo. Vivamos o valor da humildade, da obediência, da sinceridade como fizeram José e Maria, e o Filho de Deus na carne, viveu em Nazaré e espalhou a todos a boa nova do Reino de Deus.

Dia primeiro de maio lembramos São José operário, que foi um homem trabalhador. O trabalho vem desde o inicio da criação porque é preciso a transformação das coisas; Jesus trabalhou junto de seus pais adotivos José e Maria, mas também ele disse: o Pai trabalha sempre, ele também trabalha (cf. Jo 5,17). Mediante o trabalho o ser humano governa com Deus o mundo, juntamente com ele é sempre seu senhor e realiza coisas boas para si e para os outros. Os santos padres da Igreja antiga, dos primeiros séculos, diziam que o cristão é chamado a trabalhar não só para conseguir o pão, mas também por solicitude para com o próximo mais pobre, ao qual o Senhor ordena dar de comer, de beber, de vestir. Em cada trabalhador é a mão de Cristo que continua a criar e a fazer o bem. O trabalho não é um castigo mas é uma missão, é a chave para a compreensão da questão social, dizia São João Paulo II.

Neste tempo de Pandemia é fundamental resguardar-se, seguir as orientações da saúde do isolamento social, realizar os trabalhos caseiros e se querer bem na família. É importante a valorização da vida sobre a economia, porque a economia não é tudo; devemos preservar a vida, como dom de Deus e compromisso humano, diz a CF 2020. Lembramos o dia internacional do trabalho. Rezemos por todos os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil e do mundo. Vemos também pelo trabalho, neste tempo, a solidariedade para com os pobres e necessitados. Lembramos todos os desempregados e desempregadas que neste tempo de Pandemia perderam o seu emprego. Lembramos também os que trabalham pela saúde, pelos cientistas, o Papa Francisco, pelos sacerdotes, ministros extraordinários da comunhão, os povos indígenas, os moradores de rua, os desabrigados, as autoridades municipais, estaduais, federais, pessoas de boa vontade e todos os que levam boas notícias para todos. O tempo parece difícil, mas o Espírito Santo nos ilumine na caminhada de fé, de esperança e de caridade.

São José operário leve os pedidos de todas as pessoas ao seu Filho Jesus Cristo. Deus Uno e Trino nos ilumine na caminhada.

O post Dia primeiro de maio, festa de São José Operário apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados