CNBB

Terceiro domingo da Páscoa

Dom Eurico dos Santos Veloso
Arcebispo Emérito de Juiz de Fora (MG)

 

“Fostes resgatados pelo precioso sangue de Cristo, cordeiro sem mancha”

 

         Na liturgia deste 3º Domingo da Páscoa, é nos dado a reflexão do discurso de São Pedro na Festa de Pentecostes, onde é reafirmado a salvação que nos foi dada por Deus através da morte e ressurreição de Cristo, afinal “Deus ressuscitou a Jesus, libertando-o das angústias da morte, porque não era possível que ela o dominasse. Ele não foi abandonado na região dos mortos e sua carne não conheceu a corrupção” (cf. At 2, 24. 31b).

Assim, Jesus ao ressurgir dos mortos traz consigo o Caminho para a Vida, onde a felicidade sem limites faz-se presente (cf. Sl 15), em que, mesmo em nossas mazelas, Ele, “pois, não haveis de me deixar entregue à morte, nem vosso amigo conhecer a corrupção” (cf. Sl 15, 10). Portanto, Deus em total misericórdia, nos resgasta “pelo precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro sem mancha nem defeito” (cf. 1Pd 1, 19), a qual nos é advertido por São Pedro “vivei então respeitando a Deus durante o tempo de vossa migração neste mundo” (cf. 1Pd 1, 17b).

No Evangelho(cf. Lc 24,13-35), encontramos com a passagem dos Discípulos de Emaús, em que Cristo Ressuscitado encontra com estes tristes e abatidos, ainda como cegos sem entender todo o Plano de Salvação, em que o próprio Jesus o adverte: “Como sois sem inteligência e lentos para crer em tudo o que os profetas falaram!” (Lc 24, 25). E completa como uma pergunta: “Será que o Cristo não devia sofrer tudo isso para entrar na sua glória?” (Lc 24, 26). Ora, o reconhecimento da Salvação se dá, realmente, quando nos esforçamos a compreender os planos de amor de Deus tem para conosco, pois somente assim os nossos olhos abrirão e recolherão a Jesus Cristo e poderemos, de fato, entoar como o salmista: “ sempre o Senhor ante meus olhos, pois se o tenho a meu lado não vacilo” (cf. Sl 15, 8)

         Saudações em Cristo Ressuscitado! Aleluia, Aleluia!

 

O post Terceiro domingo da Páscoa apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados