CNBB

Atentas ao atual cenário, dioceses lançam campanhas de arrecadação do dízimo

Em tempos de igrejas sem missas, o dízimo, contribuição financeira e periódica que o cristão oferece livremente para a comunidade à qual pertence e da qual participa, tem se tornado essencial. Por meio da contribuição de cada um, é possível fazer com que a igreja sobreviva, se mantenha, possa prestar seus serviços, consiga ajudar os necessitados e realizar sua missão evangelizadora.

Atentas ao atual cenário de pandemia mundial do novo coronavírus, as dioceses da Igreja no Brasil estão lançando campanhas com novos métodos de pagamento, para que os fiéis não deixem de fazer suas contribuições, tendo em vista o comprometimento do caixa das paróquias e dioceses neste período. A arquidiocese de Maringá, no Paraná, é uma delas.

Everton Barbosa, assessor da arquidiocese, contou que com o isolamento social os próprios fiéis começaram a pedir para as paróquias mecanismos de ofertarem o dízimo por meio de contas bancárias ou aplicativos. “O que fizemos na arquidiocese de Maringá foi apenas disponibilizar em nosso portal todas as contas bancárias das paróquias”, disse.

Uma iniciativa simples e rápida que, de acordo com ele, conseguiu atender à demanda. “A partir daí, cada paróquia, com a Pastoral do Dízimo e Pastoral da Comunicação, tem criado estratégias pontuais de divulgação das contas. É um tempo em que a comunicação deverá ser usada sem preconceitos. É tempo de quebra de paradigma e abertura”, pontuou.

Outra arquidiocese que tem feito Campanha, inclusive em suas redes sociais e grupos de Whatsapp é a de Aparecida, em São Paulo. Sebastião Raimundo, coordenador da Pastoral do Dízimo da arquidiocese, contou que a ideia surgiu a partir de uma preocupação com as igrejas, por estarem fechadas e sem os agentes da pastoral poderem ir às casas das pessoas receberem a contribuição.

“Junto com a arquidiocese foi feita uma arte de divulgação para que as pessoas pudessem contribuir fazendo um depósito ou uma transferência bancária”, disse Raimundo.

Para os casos em que a pessoa não puder realizar a transferência bancária, o coordenador recomenda que se deixe a oferta diretamente com a padre. “Essa iniciativa é o que está nos salvando. É um momento delicado em que todos devem entender as nossas dificuldades e limites”, completou.

Na arquidiocese de Ribeirão Preto, em São Paulo, o padre Sergio Donizetti Carmona gravou um vídeo, em nome da coordenação arquidiocesana da Pastoral do Dízimo, pedindo aos dizimistas para que continuem realizando suas contribuições neste tempo de pandemia. “Ela nos é muito importante, pois temos vários compromissos e eles precisam ser assumidos por nós”, disse.

O post Atentas ao atual cenário, dioceses lançam campanhas de arrecadação do dízimo apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados