CNBB

Solidariedade e Esperança!

Dom José Gislon
Bispo de Caxias do Sul

Estimados irmãos e irmãs em Cristo! Estamos nos preparando como Igreja, comunidade de fé, para celebrarmos a Páscoa do Senhor Jesus. E o fazemos a cada ano, vivendo a Quaresma, como um tempo privilegiado para olharmos a vida e o caminho percorrido, a partir do nosso “eu” interior, tendo presente as nossas ações, sem esquecer a misericórdia e o amor do nosso Deus e Pai.

A Campanha da Fraternidade deste ano nos motiva a cuidarmos da vida como “dom e compromisso”. Cientes de que as responsabilidades em relação ao cuidado da vida fazem parte do nosso compromisso de fé, e diante da situação de emergência motivada pelo avanço da pandemia do Covid-19 (Coronavírus), tomamos também algumas medidas, sem precedentes na história da nossa Igreja Diocesana, limitando os serviços litúrgicos para o nosso querido povo de Deus. E o fazemos com dor no coração, mas cientes de que a realidade do momento exige essa resposta para preservar e cuidar da vida, “dom de Deus”.

É um tempo de provação para as nossas famílias, comunidades e a sociedade em geral, mas também para as autoridades, que devem tomar decisões que tocam o cotidiano da vida de muitas pessoas. É uma realidade que nos desafia, expõe a fragilidade da vida e, porque não dizer, nos amedronta e nos coloca num clima de apreensão e incertezas.

É um momento que exige de cada um de nós cuidado, responsabilidade, compreensão, e, acima de tudo, muito amor, caridade e solidariedade para cuidar da vida e daqueles que são mais vulneráveis a contrair o vírus e seus familiares. Dentro deste quadro, devem ser lembradas em nossas preces cotidianas também as pessoas que trabalham na área da saúde, médicos, enfermeiros, pessoal técnico, colaboradores, etc. O que não podemos é criar um clima de indiferença em relação à dor e ao sofrimento das famílias ou dos nossos irmãos e irmãs que serão afetados pela doença.

Que este tempo, em que nos é pedido para nos recolhermos em nossas casas ou para limitarmos a nossa circulação, seja um tempo forte para valorizarmos a vida, a presença daquela pessoa que está ao nosso lado, que percorreu um breve ou longo caminho conosco e que, mesmo assim, talvez ainda não tenhamos conseguido manifestar gratidão ou expressar, através de poucas palavras, que ela é um dom de Deus na nossa vida.

Seguindo o Senhor que caminha em direção ao cumprimento da sua Páscoa, somos chamados, a cada momento da nossa vida, a aceitarmos ser uma semente, que cai na terra da história para doar-se e produzir frutos. O Senhor nos atrai em direção à sua cruz, para reconhecermos que no sofrimento podemos renascer para uma vida nova, onde o amor fala mais forte do que a dor, e a vida ganha um novo significado.

Por intercessão de Nossa Senhora de Caravaggio, nossa mãe, rainha e padroeira de nossa Diocese, vos abençoe o Deus todo poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

 

 

O post Solidariedade e Esperança! apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados