CNBB

CNBB planeja acompanhamento aos jovens economistas que estarão em Assis

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) planeja acompanhar os jovens que vão participar do encontro “A Economia de Francisco”, a ser realizado entre os dias 26 e 28 de março, em Assis, na Itália. Durante a reunião do Conselho Episcopal Pastoral (Consep), nesta semana, em Brasília (DF), foram partilhadas iniciativas de acompanhamento dos jovens brasileiros que estarão no evento a fim de que, após o retorno, seja dada continuidade nas reflexões em âmbito nacional, além de por em práticas as indicações inspiradas no convite do Papa Francisco para “realmar” a economia.

“O modelo econômico vigente está falido. Por isso estamos em comunhão com o Papa Francisco no encontro ‘A Economia de Francisco’, um caminho a ser percorrido nesse primeiro semestre de 2020, porque precisamos encontrar novos caminhos para sonhar o sonho social: ninguém do lado de fora. E é uma vergonha a Igreja constatar que na sociedade brasileira são muitos os excluídos”, afirmou o arcebispo de Belo Horizonte (MG) e presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo, em vídeo com balanço das atividades da reunião que ocorreu nos dias 18 e 19 de fevereiro, na sede da CNBB.

IMG_8418

O bispo auxiliar do Rio de Janeiro (RJ) e secretário-geral da CNBB, dom Joel Portella Amado, informa que a Conferência faz o acompanhamento das mobilizações em várias partes do Brasil e recolherá aquilo que for resultado do encontro em Assis: “Através das Comissões Episcopais Pastorais de Juventude e de Ação Sociotransformadora, na volta, nós vamos então reunir e começar a conversar para chegar a mais jovens, não deixar, como o próprio sonho do Papa Francisco, que isso se encerre somente no encontro”.

Dom Joel mostrou-se impressionado com os relatos de diversas regiões do Brasil quanto ao interesse dos jovens pelo evento sobre economia e o sobre educação, que será em maio: “os jovens foram direto aos organismos que estão preparando esses eventos, se inscreveram, estabeleceram contato nas redes sociais, isso é um tesouro, é uma riqueza”.

Articulação das Comissões Episcopais

A Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB está fazendo, inicialmente, um mapeamento dos brasileiros que estão inscritos no evento de jovens economistas e empreendedores. Junto com a Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Sociotransformadora, pretende favorecer os espaços de partilha.

“Nós estamos em contato para que a gente possa depois reunir esses jovens e, junto com eles, partilharmos as experiências e discutirmos formas de difundir as ideias que vão estar sendo discutidas em Assis e também concretizar muitas ideias nas suas regiões conforme seja possível acontecer”, explica a assessora da Comissão para a Juventude, irmã Valéria Leal.

Na carta convite para o encontro, o Papa Francisco fala da necessidade de “corrigir modelos de crescimento incapazes de garantir o respeito ao meio ambiente, a abertura à vida, a família, a igualdade social, a dignidade dos trabalhadores e os direitos das gerações futuras”.

 

Luzes para a 6ª Semana Social Brasileira

Uma das aplicações práticas dos encaminhamentos e sugestões que vão surgir do evento “A Economia de Francisco” é a de dar luzes para a 6ª Semana Social Brasileira, que terá como tema “Mutirão pela Vida – por Terra, Teto e Trabalho” e está prevista para ser realizada em 2022. A mobilização socio-eclesial será aberta no próximo mês de abril e deve ser alimentada com as reflexões do evento de economistas com uma perspectiva nova, como comentou o bispo de Brejo (MA) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para Ação Sociotransformadora da CNBB, dom José Valdeci Santos Mendes, em entrevista à Rede Vida:

É uma perspectiva nova, é muito importante isso, e a prova disso é que o Papa Francisco está exatamente convidando pessoas novas, até 35 anos, pessoas que tenham experiências exitosas, que pensam numa economia diferente, onde leva em consideração a vida, a casa comum, a ecologia integral, o que é muito importante para toda a humanidade. Então eu acho que é um sinal de esperança e nós queremos também incorporar essas ideias que vão vir, exatamente dentro dessa perspectiva da Semana Social Brasileira que nós estamos preparando”.

Jovens ligados à Amazônia

Um grupo de jovens da Amazônia também vai participar do encontro “A Economia de Francisco”. Reunidos pela Repam-Brasil, vão acompanhados do coordenador de articulação da rede, Leon Patrick, que participou de roda de conversas na tarde de ontem sobre o encontro do Papa.

Leon foi um dos expositores no Papo em Rede – diálogos que geram transformação e resgatou o sentido etimológico do termo economia para ressaltar a necessidade de “cuidar, gestar e governar a casa comum” na perspectiva da promoção da vida para todos os membros da casa a que a origem grega do termo se refere.

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sentadas, sapatos e mesa

Foto: REPAM-Brasil/reprodução Facebook

“Há que se voltar para o cuidado da casa, para os gestos de zelo, compromisso e atenção para com a casa comum. E nisso, são os pobres da terra, são as comunidades da Amazônia e de outras periferias do mundo que podem nos ensinar”, afirmou Leon. As propostas do evento são, de acordo com Patrick, “passos para ‘Realmar’ a economia”, como deseja o Papa Francisco. E colocar alma na economia, continua, “significa cuidar das relações que estabelecemos nessa casa comum”.

O post CNBB planeja acompanhamento aos jovens economistas que estarão em Assis apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados