CNBB

É tempo de renovar a esperança!

Dom José Gislon
Bispo de Caxias do Sul (RS)

 

Estimados irmãos e irmãs em Jesus Cristo. Iniciamos o tempo do Advento em preparação à celebração da festa do Santo Natal. E, a cada ano, este tempo nos convida a olharmos a força de Deus, na fragilidade da vida, que aos olhos do mundo pode parecer desprezível, mas para os cristãos é um acontecimento que deve fazer brilhar também os olhos do coração, porque nos fala de amor, de esperança e da ternura de Deus. 

Não de um amor interesseiro, egoísta, que procura tirar proveito da vida dos outros, mas de um amor divino, sublime, que une o céu e a terra, que manifesta ternura e compaixão pela humanidade, por cada pessoa, independente da sua cultura, da cor de sua pele ou da sua condição social. É um amor que sabe resistir às intempéries do tempo e da história, que podem se abater sobre a nossa vida pessoal, sobre a nossa família e a comunidade de fé, mas também sobre a humanidade.

É um amor marcado pela esperança, que soube cultivar no coração de muitas gerações a espera do tempo oportuno para a sua manifestação. É um amor que revela a fidelidade das promessas de Deus. Nada neste mundo têm a força e a condição de mobilizar a criatura humana, de atrair alma, inteligência e vontade em direção a um bem esperado, que existe, e, é certo, como a promessa de Deus. A esperança cristã, da qual a Virgem Maria é mestra, nos ensina a esperar o cumprimento e o acontecimento da promessa.

A espera para um cristão não é utopia, mas é um comportamento que podemos e devemos aprender a ter. Esta espera, não deve ser confundida com o comodismo ou a indiferença aos acontecimentos da vida. Mas, é uma espera marcada pela esperança, pelo agir do cristão na sociedade, sendo fermento, sal e luz, na construção de uma sociedade fraterna, solidária e misericordiosa, onde a dignidade da vida de cada pessoa possa ser respeitada. 

Não poderemos ser protagonistas da história e de um tempo novo, se deixarmos de lado a esperança, e não percebermos que a promessa de Deus já está presente entre nós. Ela está presente, nas Palavras das Sagradas Escrituras que ouvimos, e que nos pede para ser vivida, de tornar-se carne da nossa carne. Está no próximo que encontramos diariamente, nas mais variadas situações e condições de vida, no qual podemos reconhecer o rosto de um irmão ou de uma irmã. Está na fragilidade do recém nascido, que precisa do amor que acolhe, protege, ajuda a crescer e prepara para viver a vida. Com este espírito, querido irmão, querida irmã, prepare o teu coração, neste tempo de Advento para celebrar o Santo Natal.

O post É tempo de renovar a esperança! apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados