CNBB

Dom Nelson: por uma Pastoral Juvenil profética neste continente, terra de dor

Foto: Jovens Conectados

Na perspectiva de implementar a exortação apostólica pós-sinodal do Papa Francisco Christus Vivit, foi realizado entre os dias 18 e 22 de novembro, em Lima, no Peru, o Encontro Latino-Americano de Responsáveis Nacionais da Pastoral Juvenil, o XX ELARNP. O bispo de Valença (RJ) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Nelson Francelino, esteve presente. Para ele, a discussão sobre uma nova metodologia para a atuação com as juventudes na região pode ajudar a “dar belos passos na direção de uma Pastoral Juvenil mais profética neste continente, nesta terra de dor”.

O encontro possibilitou o debate sobre a implementação do Sínodo para a Juventude, realizado em Roma, em outubro de 2018. Com o tema “Os jovens:  somos terra sagrada e o agora de Deus”, o evento aponta caminhos de esperança diante da realidade desafiante.

“A América Latina como um todo vive um momento de intolerância, de corrupção, de promoção da pobreza, da imoralidade. E como deve ser a presença da Pastoral Juvenil neste ambiente comum?”, questiona dom Nelson.

O bispo explica que o encontro indicou para uma atuação inspirada no pontificado do Papa Francisco: “uma Pastoral em saída para tocar e para ouvir, que seja sinodal, missionária, profética e ao lado dos pobres e feridos”.

Para dom Nelson, a presença da Pastoral Juvenil deve se manifestar “sobretudo sem moralismo, mas com ternura, com sinodalidade, não ter medo de ouvir, de chamar os jovens, mesmo os de fora da Igreja, para participar desse projeto”. Atitudes de escuta e identificação das “dores e necessidades” da juventude foram propostas para esta atuação pastoral.

O encontro

Partilha, solidariedade, momento de oração e momentos culturais foram destaques do encontro, segundo dom Nelson Francelino. Iniciado com recordação histórica das duas dezenas de edições, o evento foi enriquecido à luz do processo do Sínodo dos Jovens.

O brasileiro Lucas Galhardo, do Movimento de Schoenstatt, ex-integrante da Coordenação de Pastoral Juvenil Nacional, jovem sinodal e secretário para o Cone Sul, recordou a assembleia do Sínodo de 2018. O jovem falou sobre a importância da exortação Christus Vivit e enfatizou que ele precisa chegar à realidade dos jovens. Com base nesse momento, os participantes foram divididos em grupos para partilharem como estão implementando o jeito sinodal em seus países. Temas como: projeto de vida; acompanhamento; multiculturalidade dos jovens; jovens de outras denominações religiosas, ateus; preocupação com o Sínodo pan-amazônico, foram assuntos comuns entre as várias culturas.

O Papa Francisco enviou mensagem ao encontro reforçando a necessidade de que, diante desses desafios, os jovens ouçam o Espírito Santo, que dará a cada um o necessário para cumprir a missão, gerando a esperança e sendo sinal do amor de Deus. “Na América, continente da esperança, como em todo o mundo, os jovens são o agora de Deus. Pois seu Filho Jesus, que é a manifestação da sua bondade, caminha e permanece ao lado deles, e através de Jesus, o Pai continua nos falando a linguagem do seu amor”, disse o Papa na mensagem.

Da esquerda para direita: Rodrigo Fadul Andrade (REPAM), pe. Jorge Boran, Lucas Galhardo e Dom Nelson

Durante as reflexões, os participantes disseram que para se auto compreender, os jovens precisam se aprofundar na missão da Igreja, aprofundar a sinodalidade do seu protagonismo, buscar o ponto em comum, seus desafios próprios e na sinodalidade buscar construir uma Pastoral orgânica.  A América Latina é considerada um exemplo dessa sinodalidade em meio aos desafios comuns.

Também participaram como representantes do Brasil o jovem Rodrigo Fadul, que é assessor da Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam-Brasil), e o presidente do Centro de Capacitação da Juventude (CCJ), padre Jorge Boran.

 

Com informações e fotos dos Jovens Conectados | colaboraram Valesca Montenegro e Layla Kamila

O post Dom Nelson: por uma Pastoral Juvenil profética neste continente, terra de dor apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados