CNBB

“Não se trata apenas de migrantes”: o 105º Dia Mundial do Migrante e Refugiado

A Igreja celebrou, em perspectiva mundial, no último domingo, 29, o 105º Dia do Migrante e do Refugiado. Junto com as reflexões e celebrações conduzidas pelo Papa Francisco no Vaticano, a Pastoral da Mobilidade Humana da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) tem incentivado ações para a acolhida e integração dessas pessoas em situação de vulnerabilidade.

O bispo de Pesqueira (PE) e presidente da Pastoral dos Migrantes, dom José Luiz Ferreira Salles, que também é referencial da Pastoral da Mobilidade Humana, falou sobre a proposta da temática proposta pelo Papa para este Dia do Migrante e Refugiado “Não se trata apenas de migrantes”.

Para dom José Luiz, o que falta para a compreensão de que “Não são apenas migrantes”, é “perdermos o medo, enxergarmos o outro como meu irmão, sairmos de nossa zona de conforto. O outro sempre nos abre possibilidades de crescimento, de olharmos o mundo com outros olhos e descobrir que há muitas riquezas além do meu próprio mundo”.

Na mensagem publicada pelo Vaticano para a ocasião, o Papa Francisco refletiu sobre a presença dos migrantes e refugiados, que “constitui, hoje, um convite a recuperar algumas dimensões essenciais da nossa existência cristã e da nossa humanidade, que correm o risco de entorpecimento num teor de vida rico de comodidades.

“Quando nos interessamos por eles, interessamo-nos também por nós, por todos; cuidando deles, todos crescemos; escutando-os, damos voz também àquela parte de nós mesmos que talvez mantenhamos escondida por não ser bem vista hoje”, escreveu Francisco.

No Twiter, o Papa resumiu: “Não se trata somente de migrantes, trata-se de todos nós, da família humana, chamados a realizar juntos o projeto de Deus para o mundo”.

Voltando para a realidade do Brasil, dom José Luiz Ferreira Salles recorda o “belo trabalho no acolhimento, na luta pelos direitos desses irmãos e irmãs”. São dioceses, paróquias e congregações que tem se colocado neste espírito de abertura, segundo o bispo, além de organizações da sociedade civil que tem também se sensibilizado nesta causa.

“Temos ainda que crescer neste campo, como diz o Papa, vencermos o medo, criarmos redes, pontes de solidariedade e nos colocarmos em atitude de escuta de culturas, irmãos e irmãs que tem muita para partilhar e nos fazer crescer”, reiterou dom José.

A mensagem do Papa, materiais de divulgação, pontos de ação pastoral voltados para migrantes podem ser encontrados no site da Seção Migrantes e Refugiados do Vaticano.

Confira como foi a celebração deste 105º Dia Mundial do Migrante e Refugiado no Vaticano

1569753169831.JPG

O post “Não se trata apenas de migrantes”: o 105º Dia Mundial do Migrante e Refugiado apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados