CNBB

Setembro Afetivo

Dom Messias dos Reis Silveira
Bispo de Teófilo Otoni (MG)

As Diretrizes da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil  tem como objetivo “Evangelizar no Brasil cada vez mais urbano, pelo anúncio da Palavra de Deus, formando discípulos e discípulas de Jesus Cristo, em comunidades eclesiais missionárias, à luz da evangélica opção preferencial pelos pobres, cuidando da Casa comum e testemunhando o Reino de Deus rumo à plenitude”. Evangelizar é nossa missão. Existem muitas áreas da sociedade e da vida pessoal de cada um de nós que a luz do Evangelho ainda não alcançou. É preciso ajudar  descobrir Jesus Cristo que está no meio de nós e quer comunicar conosco.

“O anúncio de Jesus Cristo se faz no horizonte do Reino de Deus, que é o centro de sua vida e de sua pregação. Jesus “percorria cidades e povoados, proclamando e anunciando o Evangelho do Reino de Deus” (DAEG,13). Evangelizar é uma necessidade. A Palavra é um dos Pilares da ação evangelizadora na Igreja do Brasil.

Não dá para pensar a vida cristã menosprezando a Palavra de Deus. A iniciação à vida cristã e a animação pastoral encontra força, luz, inspiração, graça e solidez na Palavra de Deus. Não se trata simplesmente de ler, ou estudar a Sagrada Escritura, mas de buscar a intimidade com Cristo. A leitura orante ajuda muito na vivência desta intimidade com Jesus.

A Igreja no Brasil desde o ano de 1.971 dedica o mês de setembro para o estudo e oração de um dos livros da Bíblia. Neste ano escolheu-se a Primeira Carta de São João com o tema: “Amamos porque Deus primeiro nos amou” (1Jo 4,19). Quem se sente amado tem muitas de suas enfermidades curadas, sente-se mais vivo e encorajado a doar a sua vida. No começo de tudo está o amor de Deus. O primeiro grande ato do amor de Deus é a criação. Acompanhei nestes últimos tempos a gravidez de uma parente e vi o quanto o pais e todos que estavam ligados àquela família amavam aquela criança que estava sendo gestada. A criação nos faz pensar no quanto Deus nos amou e continua a amar. O amor não se encerra no nascimento.  Dar à luz não é apenas permitir nascer, mas é ao longo do percurso  acender luzes na vida do nascido introduzindo-o na vida familiar, na escola, na iniciação à vida cristã,  dando a  resposta vocacional e assim por diante até o encontro com a luz eterna, que é  Deus.

A primeira carta de João é um texto relativamente pequeno. Contém apenas cinco capítulos. Vamos aproveitar este mês e rezar um pouco mais esse texto sagrado? Com certeza quem o fizer vai descobrir o quanto Deus o ama e vai se esforçar ainda mais para ser uma grande expressão de amor neste mundo.

O mundo, as famílias, as comunidades, nossos parentes, nossos vizinhos, colegas, pobres e abandonados estão precisando de amor. Vamos amar porque primeiro Deus nos amou (Cf. 1Jo 4,19).

O post Setembro Afetivo apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados