CNBB

Nova presidente do Conselho Nacional de Leigos do Brasil fala da sinodalidade na Igreja

Recém eleita para presidir o Conselho Nacional do Laicato do Brasil (CNLB) nos próximos 3 anos, Sônia Gomes de Oliveira, participou da 99ª reunião do Conselho Permanente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), realizada em Brasília (DF), de 25 a 27 de junho. Ela foi eleita, a 38ª Assembleia Geral Ordinária (AGO) do CNLB, dia 26 de junho, que aconteceu dentro da programação do 7º Encontro Nacional do Laicato, em Cuiabá (MT), de 20 a 23 de junho de 2019.

De Montes Claros (MG), a nova presidente do CNLB é formada em Assistência Social pelas Faculdades Santo Agostinho e atua na Arquidiocese de Montes Claros pelo Projeto de Desenvolvimento Rural e Urbano (Proderur). Sônia falou ao portal da CNBB dos desafios de construir a sinodalidade na Igreja no Brasil e na relação com a CNBB. “Como leigos, somos um organismo que faz parte de da Igreja no Brasil, e, portanto, precisamos caminhar junto com nossos pastores, sabendo o nosso papel como cristãos e vivendo nossa vocação e ministério específico”, disse.

Como boa mineira, a atual presidente do CNLB disse que buscou mais olhar para compreender como funciona o espaço do Conselho Permanente da CNBB, do qual participam também os organismos do povo do Deus, entre os quais a representação do Conselho Nacional de Leigos do Brasil (CNLB). Não faltou vontade de se expressar, segundo ela, sobretudo no momento da pauta em que os bispos discutiram a mineração no Brasil.

Presidência do CNLB – Sobre a sua eleição para presidir o CNLB, Sônia disse assumir esta missão se colocando à disposição do Laicato, da Igreja no Brasil, na perspectiva de caminhar juntos para avançar. “Esse é o grande desafio que encontramos agora, na perspectiva do que foi o Ano Nacional do Laicato, de nos impulsionar melhor para poder nos libertar ou, principalmente, para vivenciar estes gritos com nosso povo, sendo presença e testemunho, de Jesus Cristo no meio dos mais pobres e marginalizados”, disse.

O CNLB, uma associação de fiéis leigos e leigas católicos de direito público, que congrega e representa o laicato brasileiro na sua diversidade e riqueza de movimentos, pastorais e associações dos mais variados tipos, tem como objetivo articular o laicato, em conselhos regionais, diocesanos e locais. A assistente social  disse chegar com uma esperança nova, de trazer, um novo olhar e novos desafios do CNLB. “Que nestas encruzilhadas possamos esperançar, levar a esperança, porque somos o povo do Ressuscitado”, afirmou.

O post Nova presidente do Conselho Nacional de Leigos do Brasil fala da sinodalidade na Igreja apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados