CNBB

“A fé é o maior tesouro da Igreja”, diz dom Pedro Carlos Cipollini

Durante coletiva de imprensa na tarde de quinta-feira, 2 de maio, segundo dia da 57ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o bispo de Santo André (SP), dom Pedro Carlos Cipollini apresentou aos jornalistas a missão da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé, ao qual é presidente. Em sua fala, o bispo ressaltou a fé como o maior tesouro da Igreja, mas que não é composta apenas por aquilo que se recebe da Palavra de Deus, mas também da Tradição.

“Nós temos na Igreja a Tradição que, com T maiúsculo, se refere a todo patrimônio de reflexão e ensinamento a partir da revelação. A Palavra de Deus é fundamento, é raiz, mas também temos a Tradição que, ao longo de dois mil anos, transmitiu e refletiu esta Palavra”, declarou dom Cipollini. O bispo continuou dizendo, que, “o zelo da Comissão para a Doutrina da Fé é no sentido de que aconteça a transmissão do conjunto da integralidade da fé, também apontando para a transcendência da vida”.

Missão – De acordo com dom Pedro Cipollini, a missão da Comissão para a Doutrina da fé, no contexto do episcopado, é assistir a CNBB no exercício do magistério doutrinal. “O bispo é constituído na Igreja como mestre na fé. Ele tem a missão, em primeiro, de anunciar e ensinar a Palavra. Todo bispo tem na sua diocese uma catedral onde possui a cátedra onde ele ensina. É algo simbólico, mas significativo na transmissão correta da fé que é essencial na Igreja”, ressaltou.

O bispo também destacou que a Comissão tem o papel de promover a fidelidade à Doutrina da Igreja e a fidelidade na sua transmissão. Segundo dom Cipollini, não basta apenas transmitir, é necessário atingir a integralidade, observando que o conjunto das verdades da fé estão interligados.

Citando as várias produções de subsídios e documentos publicados pela CNBB, dom Cipollini destacou que também é dever da Comissão emitir parecer sobre publicações que exigem esclarecimentos sobre sua concordância com a Fé. “A Conferência emite documentos e a Comissão para a Doutrina da Fé examina no sentido pastoral todo o material, na intenção de transmitir unidade para que realmente se construa a comunhão em torno da fé”, disse.

Publicações – A Comissão, com a colaboração de peritos e especialistas, também produziu três estudos para a Coleção de Subsídio Doutrinais da CNBB. O primeiro sobre o ensino da Filosofia como auxílio na compreensão teológica; o segundo estudo trata de assuntos ligados ao exorcismo e o terceiro traz reflexões sobre a fé e laicidade, evidenciando a fé diante da sociedade laica e do laicismo.

A comissão também promove encontros e seminários em universidades católicas no intuito de intensificar a importância da reflexão teológica e o ensinamento do magistério. Dom Pedro Cipollini, encerrou sua fala evidenciando que a fé não se reduz a uma prática, mas sim numa integração entre a ortodoxia, que é a fé corretamente compreendida, a ortopraxia que é a fé corretamente praticada.

Por Franklin Machado

 

O post “A fé é o maior tesouro da Igreja”, diz dom Pedro Carlos Cipollini apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados