CNBB

ACORDE Escola de Música Arquidiocesana

Dom Gil Antônio Moreira
Arcebispo de Juiz de Fora

 

Era um sonho nosso. As crianças do Instituto Padre João Emilio não poderiam ficar desamparadas em sua adolescência. Terminando sua participação no projeto de reforço escolar, turno e contraturno, aos onze anos, deveriam se desligar da casa que as acolhe com carinho. Idealizamos, então, a Escola Arquidiocesana de Música, como ação social com o nome de “Projeto Acorde”, cuja inauguração se deu na última quinta-feira, dia 28 de março de 2019.

O primeiro objetivo é oferecer, sobretudo a tais jovens, em situação de vulnerabilidade social, uma oportunidade de fazer um caminho formativo que poderá ajudá-los a cultivar valores humanos e abrir possibilidades profissionais para o futuro. Oferecer-lhes experiências que os edifique pela força harmonizadora da música é crer que os elementos desta arte têm muito o que ensinar para a vida. Ela tem o condão de encantar, de empolgar, além de ocupar o tempo com suas naturais exigências, ajudando os que a escolhem a estar em lugar seguro, sem os perigos da violência, da degeneração moral, e de outros problemas próprios da ociosidade ou das organizações criminosas hoje existentes. A volta das crianças para um meio tão vulnerável poderia representar um risco para o trabalho realizado.

“Acorde” é um nome sugestivo de muitos significados. É, inicialmente, um conjunto de notas musicais que unidas resultam numa beleza que individualmente nem de longe alcançariam. Cada umas das notas sede seu pequeno som à outra como que se escondendo para que, unidas, alcancem algo infinitamente melhor. O acorde perfeito maior, Dó, Mi, Sol, Dó funciona como lição de vida para quem participa de projeto como este. “Acorde” é também um tempo verbal. Quer despertar para um problema grave à sociedade que é a marginalidade, a pobreza, a carência que, às vezes, leva à delinquência. “Acorde”, em latim, sugere “ao coração”, lugar principal da obra de nosso Instituto e de nossa Arquidiocese.

O projeto vem também como ação litúrgica, onde se dá a Deus o culto mais elevado do coração humano. Já havíamos fundado o Coral Benedictus em 2011 e este está em pleno sucesso. Com o atual projeto, esperamos oferecer à Igreja da Região a formação de uma boa orquestra que cultive a arte que enleva e tem o poder de criar a paz.

 

O post ACORDE Escola de Música Arquidiocesana apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados