CNBB

Sonhos queimados

Dom Roberto Francisco Ferreria Paz
Bispo de Campos (RJ)

 

O trágico incêndio que teve, como vítimas fatais, dez jovens das divisões de base de um conhecido time de futebol, e deixou outros em estado grave, nos tocou profundamente. Primeiro, porque é uma nova constatação do primado da irresponsabilidade, do descaso sobre o cuidado e acompanhamento formativo num ambiente seguro e estimulante.

Segundo, porque foi a carbonização, não só dos aposentos, mas dos sonhos de jovens decididos a vencer na vida, a deixar para trás um passado de penúrias e dificuldades, sendo que também significavam a esperança concreta para seus familiares, amigos e, porque não dizer, da própria geração. Este impacto, intenso e forte, pelo seu conteúdo letal e desolador, nos faz esquecer que há infelizmente outros modos menos dolorosos e explícitos com os quais também destruímos e queimamos o sonho dos jovens da periferia ou outras situações de limitação e desigualdade deixando-os à mercê da violência ou da vida descartável.

O Sínodo da juventude realizado, em 2018, em Roma, solicita da Igreja, autoridades, educadores e de toda a sociedade civil, acompanhadores qualificados, não só para o treinamento na vida esportiva, mas para a sua formação integral como cristãos e cidadãos. Trata-se de desenvolver o paradigma do cuidado que supõe a conjugação de vários verbos tratados, ora em seqüência, ora de forma simultânea: acolher, proteger, promover e integrar.

O jovem não deve ser só objeto de políticas públicas, mas sujeito e protagonista da sua formação e construtor da sua história tecendo, com outros jovens e o próprio povo, um sonho de inclusão, de cidadania e de justiça para todos/as. Os jovens não são somente o futuro, mas o presente de cada família, cidade e nação, configurando sua participação e missão um grandioso e animador sinal dos tempos.

Onde os jovens encontram apoio e espaço certamente haverá alegria, criatividade e inovação, suscitando sonhos generosos e compartilhados. Que Jesus Cristo, o jovem que surpreendeu aos doutores da lei, pela sua sabedoria e pela sua fidelidade ao Reino do Pai, dê muita coragem, perseverança, aos nossos jovens e, a todos nós, ternura, acolhimento e apoio para com eles. Deus seja louvado!

 

 

O post Sonhos queimados apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados