CNBB

Manifesto JMJ 2019 no Panamá sobre o Cuidado da Terra

Dom Roberto Francisco Ferreria Paz
Bispo de Campos (RJ)

Os jovens, da JMJ 2019, no Panamá, que participaram do Simpósio “Conversão Ecológica em Ação”, redigiram um Manifesto sobre o Cuidado da Casa Comum. Toda Jornada Mundial da Juventude, especialmente nos últimos anos, tem uma dimensão ecológica, tanto no processo de realização, buscando a reutilização do lixo do próprio evento, mas, também, na linha da Laudato Si, fazendo ressoar o grito da Terra.

Neste ano 2019, em que se realizará, em outubro, em Roma, o Sínodo da Amazônia, os jovens, tendo como horizonte a defesa da floresta amazônica como o “pulmão do planeta”, compartilharam suas propostas e contribuições na perspectiva de mudar a nossa pegada ecológica e salvar a Terra.

No Manifesto divulgado, iniciam apresentando empenhos de governança para as lideranças políticas: transformação da matriz energética de combustíveis fósseis para energias limpas e renováveis; proteção dos 30 % dos ecossistemas que configuram o habitat de povos indígenas, defendendo a diversidade biológica; aplicação do Global Compact, tratado sobre migração segura, ordenada e regular, acolhendo, com hospitalidade, migrantes e refugiados; defesa e acesso à água como bem público.

Em ordem, as propostas encaminhadas para as lideranças religiosas e eclesiais: aplicação integral da Laudato Si, procurando uma verdadeira conversão ecológica; promover educação ambiental; desenvolver uma espiritualidade ecológica aproveitando o calendário da Criação e as celebrações litúrgicas e envolver os Bispos no apoio a estes programas visibilizando gerar atitudes de mudança profundas, em resposta à urgência da crise civilizacional em que nos encontramos. Deus seja louvado!

 

 

O post Manifesto JMJ 2019 no Panamá sobre o Cuidado da Terra apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Artigos relacionados