CNBB deve criar comissão episcopal para tratar de meio ambiente e desenvolvimento

O arcebispo de Belo Horizonte (MG) e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Walmor Oliveira de Azevedo, anunciou que a entidade pretende criar uma Comissão Episcopal para tratar de assuntos referentes ao meio ambiente e desenvolvimento, em especial a mineração. O anúncio foi feito durante o Seminário “A mineração e o cuidado com a casa comum”, realizado os dias 17 e 18 de maio, na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas).

Segundo dom Walmor, o foco da atuação da comissão será o diálogo da Igreja com setores da sociedade, com o Poder Legislativo e outras instâncias. A notícia foi recebida com otimismo por todos os presentes no evento e, em particular, pelo bispo de Caxias do Maranhão (MA) e presidente do Grupo Trabalho de Mineração da CNBB, dom Sebastião Lima Duarte, que destacou a sensibilidade de dom Walmor no tratamento dessa questão.

As atividades na PUC tiveram como objetivo divulgar a posição da Igreja sobre a mineração, a fim de orientar a opinião pública e apoiar comunidades, grupos e movimentos que se dedicam à defesa dos territórios ameaçados, além de apresentar ao Vaticano o impacto da tragédia sobre a população de Brumadinho e as contradições da mineração em Minas e no Brasil.

O Seminário foi organizado pela arquidiocese de Belo Horizonte, pela CNBB e a Rede Igrejas e Mineração – uma plataforma ecumênica que integra diferentes Igrejas na América Latina, unidas na missão de amparar comunidades impactadas pela mineração. Todas estas entidades e a participação do monsenhor Bruno-Marie Duffé, do Dicastério para o Desenvolvimento Humano Integral do Vaticano, enviado pelo Papa Francisco, é um entrelaçar “de corações e mentes na mesma direção”, disse dom Walmor.

Somos todos nós, juntos, nos dando as mãos e nossos corações, para fazermos um novo caminho, que é tão necessário, se quisermos um desenvolvimento integral, se desejarmos um desenvolvimento sustentável”, afirmou o presidente da CNBB.

Monsenhor Bruno-Marie Duffé reafirmou o compromisso do Vaticano em permanecer no apoio às comunidades que defendem seus territórios, ao transmitir a mensagem de solidariedade do Papa Francisco aos familiares das vítimas do rompimento da Barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho. Fez, também, severas críticas ao liberalismo que tem o dinheiro como prioridade, deixando as pessoas e a natureza em segundo plano, o que resulta em ocorrências como as tragédias em Mariana e Brumadinho.

Monsenhor Bruno-Marie ouvir testemunhos das famílias de Brumadinho | Foto: arquidiocese de Belo Horizonte

O enviado do Papa Francisco também visitou as comunidades do Córrego do Feijão e Parque da Cachoeira, em Brumadinho. O dia de sábado foi marcado pelos momentos com as famílias e uma celebração.

Após ouvir testemunhos de fiéis que perderam familiares em consequência do rompimento da barragem, monsenhor Bruno partilhou, emocionado: “consigo imaginar a dor do povo de Brumadinho e trago, a pedido do Papa, uma mensagem de esperança. Crendo que, no Córrego do Feijão, está o coração da Igreja e da humanidade”. O Monsenhor convidou o povo de Brumadinho a se tornar “profeta que anuncia um tempo novo, que consola e lutam por um mundo mais justo, combatendo a ganância”.

Numa Celebração que reuniu pessoas das diversas comunidades atingidas, moradores levaram ao altar produtos cultivados nas comunidades rurais da cidade e lembranças das vítimas da tragédia.

Foto: arquidiocese de Belo Horizonte

Em seguida, o Monsenhor saiu acompanhado pelo bispo auxiliar de Belo Horizonte dom Vicente de Paula Ferreira e por dom Sebastião Lima Duarte, junto com moradores, em procissão pelas ruas de Córrego do Feijão. Durante a caminhada, os nomes de todas as vítimas foram lembrados. A ideia era levar o representante do Vaticano até um ponto que foi atingido pela lama, mas a rua foi interditada pela Vale. Ele não conseguiu ver de perto os estragos provocados pela lama. A comunidade encerrou o encontro com um minuto de silêncio em homenagem às vítimas da tragédia.

Com informações e fotos da arquidiocese de Belo Horizonte

O post CNBB deve criar comissão episcopal para tratar de meio ambiente e desenvolvimento apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Rede Excelsior de Comunicação

Leve a rádio sempre com você
Baixe nosso aplicativo

Some description text for this item

receba novidades por email
Assine a nossa newsletter

Some description text for this item

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.