Cards para redes sociais, vt e spot para canais de tv e rádios católicas reforçam pedido da CNBB à caridade na Coleta da Solidariedade

Aproxima-se o dia 28 de março, data da Coleta da Solidariedade, gesto concreto de caridade da Quaresma e da Campanha da Fraternidade Ecumênica 2021 (CFE 2021). Aprovada pelo episcopado brasileiro, a Coleta da Solidariedade este ano acontece em todo Brasil nas celebrações da missa do Domingo de Ramos. Em um site, organizado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), também é possível fazer a doação on-line.

Para motivar ao gesto concreto de caridade na Coleta da Solidariedade e explicar as diferentes formas de doação como consequência da oração e do amor a Cristo e aos próximos, especialmente no tempo da Quaresma, a Assessoria de Comunicação (Ascom CNBB) produziu cards para redes sociais, spot e vts para a Rede Católica de Rádios (RCR) e os canais de tv de inspiração católicos do Brasil.

De acordo com o bispo auxiliar da arquidiocese do Rio de Janeiro e secretário-geral da CNBB, dom Joel Portella Amado, o gesto fraterno da oferta tem um caráter de conversão quaresmal, condição para que advenha um novo tempo marcado pelo amor e pela valorização da vida.

“A coleta é um gesto concreto da fraternidade, partilha e solidariedade, realizado em âmbito nacional, em todas as comunidades cristãs, paróquias e dioceses.  Ela é parte integrante da Campanha de Fraternidade assumida pelo episcopado brasileiro”, reafirmou.

Bispo, padres, religiosos(as), lideranças leigas, agentes de pastoral, colégios católicos e movimentos eclesiais são os principais motivadores e animadores da Campanha da Fraternidade. A Igreja espera que, com esta motivação, todos participem, oferecendo sua solidariedade em favor das pessoas, grupos e comunidades, pois ao longo de uma história de solidariedade e compromisso com as incontáveis vítimas das inúmeras formas de destruição da vida, a Igreja se reconhece servidora do Deus da vida.

Doações ao FNS aqui: www.doe.cnbb.org.br

Cards para redes sociais:



Spot para rádios católicas:

Vt para canais de tv católicos:

 

Conheça o FNS e os projetos apoiados em 2019

O resultado integral das coletas realizadas nas celebrações do Domingo de Ramos, coleta da solidariedade, é encaminhado à respectiva diocese. Do total arrecadado pela Coleta da Solidariedade, a diocese envia 40% ao Fundo Nacional de Solidariedade (FNS), gerenciado pela CNBB. A outra parte, 60%, permanece nas dioceses para atender projetos locais, pelos respectivos Fundos Diocesanos de Solidariedade (FDS).

Em 2019, o Fundo Nacional de Solidariedade (FNS) distribuiu a quantia de R$3.814.139,81, atendendo a mais de 238 projetos. Em 2020, por causa da pandemia, não ocorreu arrecadação. Conheça alguns projetos apoiados pelo FNS. O portal da CNBB está divulgando, desde o dia 10 de fevereiro de 2021, uma série de matérias sobre cada um dos projetos apoiados em 2019.

Desde 2018, o FNS disponibiliza um site onde é possível acompanhar e saber como anda a evolução da prestação de contas de cada projeto, por meio do Portal da Transparência que pode ser acessado pelo endereço: www.fns.cnbb.org.br. Nele, há uma relação completa dos projetos aprovados. A CNBB também presta contas ao Ministérios da Cidadania e Justiça do Governo Federal, ao Ministério Público e ao Conselho de Assistência Social (CAS).

O FNS mantém um site, permanentemente, atualizado com as informações das doações, a destinação dos recursos e a prestação de contas dos projetos apoiados. Para mais informações sobre a prestação de contas da Campanha da Fraternidade 2020, acesse: www.fns.cnbb.org.br.

Conheça, no vídeo, abaixo, parte dos projetos apoiados pelo FNS em 2019:


Fonte: Noticias da CNBB

Rede Excelsior de Comunicação

Leve a rádio sempre com você
Baixe nosso aplicativo

Some description text for this item

receba novidades por email
Assine a nossa newsletter

Some description text for this item

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.