Campanha “É Tempo de Cuidar” está perto de bater a marca de 5 mil toneladas de alimentos

A ação emergencial “É Tempo de Cuidar”, coordenada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e pela Cáritas Brasileira registrou, em 11 de setembro, 681 ações em 139 dioceses e arquidioceses do Brasil que benificiaram, até o momento, mais de 980 mil pessoas beneficiadas.

Foram arrecadados 4.962.037 kilos em itens alimentícios,  4.174.629,00 em recursos financeiros, 375 mil kits de higiene e limpeza, 345.181 equipamentos de proteção individual. A campanha distribuiu 637 alimentos próprios para o consumo (marmitas). Também arrecadou 526.638 roupas e calçados. Abaixo algumas experiências ligadas à campanha.

Diocese de Araçatuba (SP)

Na diocese de  Araçatuba (SP) as ações pastorais entre março e junho de 2020, período em que a pandemia do Novo Coronavírus começou a disseminar, resultaram no auxílio de mais de 21 mil pessoas, na arrecadação de mais de 85 toneladas de alimentos e na montagem de 4.282 cestas básicas, aponta relatório feito pela assessoria diocesana das pastorais sociais e enviado para a ação emergencial “É tempo de cuidar”.

A ação em nível diocesano envolveu as 33 paróquias desta Igreja Particular, bem como as pastorais e os movimentos. Além das cestas básicas foram arrecadados ainda produtos de limpeza e de higiene, álcool em gel, móveis, cobertores, calçados e vestuários. Em torno de 8 mil máscaras foram distribuídas e ainda foram doadas marmitas. Em parceria com a paróquias nas cidades onde atua, o Sesi (Serviço Social da Indústria) preparou 63.119 marmitas durante o período avaliado pelo relatório. A entidade possui projetos sociais atuantes e colaborou com a compra dos alimentos e a preparação das marmitas.

Conforme o assessor diocesano das pastorais sociais, padre Valdir Silvestre, os gestos levam esperança em tempos doloridos e de incertezas. “Nossa diocese também participa, neste tempo difícil de pandemia, deste mutirão de gestos solidários e fraternos, para ajudar quem necessita. Das nossas paróquias, comunidades, pastorais e movimentos brotaram muitos gestos que alimenta, que protege, que consola na doença, que leva esperança.”, afirma o padre.

Diocese de Caxias do Sul (RS)

 A terceira edição da Hospedagem Solidária, coordenado pela Pastoral da Pessoa em Situação de Rua, encerrou na segunda, dia 7 de setembro, em Caxias do Sul. As atividades aconteceram no salão paroquial da Paróquia Sagrada Família. Foram 63 dias de acolhida, totalizando 120 pessoas atendidas por 100 voluntários.

A exemplo do ano passado, a ONG Médicos de Rua realizou, diariamente, uma triagem para verificar possíveis sintomas da Covid-19 ou para diagnosticar outros problemas de saúde que eram tratados no local ou encaminhados para atendimento na Universidade de Caxias do Sul. Durante o período, 69 membros dos Médicos de Rua participaram do projeto.

Foram servidos 1652 jantares e cafés da manhã entre os dias 07 de julho a 07 de setembro. Todas as atividades foram coordenadas pela Pastoral das Pessoas em Situação de Rua. Para celebrar o encerramento da terceira edição do projeto, o bispo diocesano dom José Gislon presidiu uma missa em ação de graças, na manhã desta segunda-feira, na igreja matriz Sagrada Família, na presença dos moradores de rua e dos voluntários.

Ao todo, 360 voluntários colaboraram diariamente na preparação das jantas, café da manhã e organização para o banho. Foram oferecidas 12.894 refeições e 1.860 banhos.

Arquidiocese de Santarém (PA)

Neste período da pandemia da COVID-19, a arquidiocese de Santarém, através do Setor de Projetos, conseguiu a aprovação de projetos junto a diversas instituições no qual foram adquiridas cestas básicas e aquisição de equipamentos para retorno das atividades.

Dentre eles, foi aprovado um projeto da Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM Brasil), no qual o recurso foi revestido em 200 cestas básicas, distribuídas para famílias das áreas pastorais São Lucas, São Rafael e São João Paulo II, as paróquias Sant’Ana (Arapixuna) e Nossa Senhora de Nazaré, e os funcionários em suspensão.

A Arquidiocese também aprovou um projeto junto à Nunciatura Apostólica no qual foram adquiridos equipamentos para retorno das atividades para o Asilo São Vicente de Paulo. para onde também foram comprados medicamentos para os idosos do asilo, além de equipamentos para a Pastoral do Menor, Cúria Metropolitana, Centro de Pastoral, Sistema Arquidiocesano de Comunicação e Catedral Metropolitana de Santarém. O outro projeto aprovado foi da Adveniat, em parceria com a CNBB Norte 2. Todo o recurso foi revestido em 80 cestas básicas distribuídas para famílias Paróquia Nossa Senhora de Nazaré – Água fria e para moradores Vila de Alter do chão.

Diocese de Óbidos (PA)

A diocese de Óbidos, por meio da Cáritas Diocesana e da Pastoral Social, tem realizado a entrega de cestas básicas, materiais de limpeza e higiene pessoal as famílias mapeadas e acompanhadas nos municípios de abrangência da Diocese: Óbidos, Alenquer, Curuá, Oriximiná, Juruti, Terra Santa e Faro.

Dentre os principais apoiadores do projeto, destacam-se: a Cáritas Alemã, Cáritas do Regional Norte 2, Cáritas Diocesana de Óbidos, Nunciatura Apostólica no Brasil, REPAM, Pontifícias Obras Missionárias, Pró Índio São Paulo, Mitra Diocesana de Óbidos, Adveniat, CNBB e Misereor. Todas se uniram com o mesmo intuito: ajudar pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade social e que foram impactadas pela pandemia do novo coronavírus.

Foto da capa: Diocese de Óbidos (PA)

 

O post Campanha “É Tempo de Cuidar” está perto de bater a marca de 5 mil toneladas de alimentos apareceu primeiro em CNBB.


Fonte: Noticias da CNBB

Rede Excelsior de Comunicação

Leve a rádio sempre com você
Baixe nosso aplicativo

Some description text for this item

receba novidades por email
Assine a nossa newsletter

Some description text for this item

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.