Arquidiocese de Salvador

Você conhece a Paróquia Santa Rita de Cássia, em Salvador?

Foto: divulgação

Em 22 de maio, a Igreja Católica celebra o dia de Santa Rita de Cássia, conhecida como a santa das causas impossíveis. Na Arquidiocese de Salvador, uma das 101 paróquias, localizada no bairro Matatu de Brotas, é dedicada à santa e recebe inúmeras visitas de devotos, de modo especial sempre no dia 22 de cada mês. Para falar um pouco sobre a criação, os primeiros passos e a caminhada desta paróquia, o Setor de Comunicação entrevistou o pároco, padre Edson Ferreira Menezes, sjc, que também falou sobre a comunidade e a devocção. Confira:

Setor de Comunicação – Padre, como foram os primeiros passos da Paróquia Santa Rita de Cássia, quando criada em 1972?

Padre Edson Menezes, sjc – A Igreja de Santa Rita de Cássia, no Matatu de Brotas, surgiu com a doação do terreno pelo senhor José Rodrigues Figueiredo; e depois aconteceu a construção da pequena Capela, pelo Major Demóstenes Paranhos, conforme o testemunho da senhora Helena, uma das moradoras do local. A devoção a Santa Rita surge a partir de uma moradora, a senhora Francisca Muricy, que sugeriu que fosse Santa Rita a padroeira da capela, a qual ela mesma já tinha uma imagem da santa.  A capela, ao longo dos anos, sofreu algumas mudanças e pouco cresceu na estrutura, pois o terreno é muito pequeno.

A capela de Santa Rita passou a ser a matriz da Paróquia Santa Rita de Cássia no dia 19 de maio de 1972, às 9h, acolhendo como o primeiro pároco o padre Luís Carlos. Portanto, em 2021 ela completou 49 anos de criação. Vários sacerdotes já passaram pela paróquia no pastoreio desse povo e cada um deu sua contribuição.

Há 18 anos que a Paróquia Santa Rita de Cássia está sendo administrada pelos padres da Sociedade Joseleitos de Cristo, tendo como fundador o Servo de Deus Padre José Gumercindo Santos. O primeiro sacerdote religioso a ficar à frente da paróquia foi o padre José Andrade, sjc. O padre Edson Ferreira Menezes, sjc é o quinto sacerdote da Congregação à frente da paróquia, desde o dia 22 de abril de 2018.

Setor de Comunicação – No ano de 2020 a paróquia passou por uma reforma que durou nove meses. Como a comunidade recebeu o novo templo reformado?

Padre Edson Menezes, sjc – O território da paróquia é pequeno, com início na Avenida dos Bandeirantes, passando por todo o bairro de Santa Rita e faz divisa com a região das Sete Portas. Na paróquia temos a Igreja de Santa Rita e o centro paroquial que ainda está para ser terminada a segunda parte da obra. A Igreja estava um pouco danificada, com rachaduras e precisando pintar. Graças a Deus e pela intercessão da santa, recebemos uma proposta de ajuda de um devoto e também com a mobilização da comunidade iniciamos a reforma no início do ano passado.

A chegada da pandemia dificultou e atrasou os trabalhos da reforma. A obra, que deveria terminar em agosto, acabou passando para o início do mês de outubro de 2020. No dia 26 de novembro do mesmo ano, tivemos a reabertura da Igreja com a missa presidida pelo nosso bispo auxiliar Dom Marco Eugênio, às 19h. Na Celebração Eucarística tivemos a presença do Diretor Geral da Sociedade Joseleitos de Cristo, padre Júlio César, e demais sacerdotes e a presença de alguns paroquianos e devotos. O povo ficou muito feliz pela reforma da Igreja que ganhou novo visual em tudo.  Tem havido muita procura das pessoas, mas infelizmente o momento que estamos vivendo tem dificultado muito o desenvolvimento da paróquia e também a participação do povo.

Setor de Comunicação – A paróquia atualmente desenvolve alguma obra social ou oferece algum serviço? Se sim, quais?

Padre Edson Menezes, sjc – A paróquia desenvolve serviço social com crianças e adolescentes como forma de prevenção. Temos o projeto de Caratê Padre José Gumercindo, formado por nove crianças e 12 adolescentes; também temos aula de violão. Com a pandemia, tivemos que parar algumas coisas. Mas, continuamos com distribuição de 50 cestas básicas para as famílias mais carente do bairro sempre no dia 27. Alguns meses temos dificuldade de conseguir os alimentos, mas na providência vamos conseguindo com a partilha das pessoas. Esse é um trabalho realizado pelos leigos joseleitos que vivem o carisma de nossa congregação.

Setor de Comunicação – O senhor também poderia informar a programação das atividades paroquiais e Celebrações Eucarísticas?

Padre Edson Menezes, sjc – A programação da paróquia com a pandemia teve que mudar um pouco.

Quinta-feira

15h – Adoração ao Santíssimo Sacramento

18h – Missa

19h15 – Missa

Sábado

18 h – Missa

19h15 – Missa

Domingo

8h30

18h

1ª Sexta-feira de cada mês, às 19h – Missa

Nos dias 19, 22 e 27, às 19h – Missa

Setor de Comunicação – Quais ensinamentos Santa Rita de Cássia deixa para os devotos?

Padre Edson Menezes, sjc – Um dos ensinamentos de Santa Rita é o testemunho, pois ela sempre buscou viver para Deus, como criança, como jovem, como esposa, como mãe e como religiosa. Apesar dos sofrimentos e das dificuldades que encontrou na vida, sempre confiou tudo a Deus. Santa Rita sempre foi admirada pela sua intimidade com Deus, tudo o que ela pedia a Ele era atendida. Aqui na paróquia sempre aparecem devotos vindos de toda cidade de Salvador e de outras, buscando a imagem de Santa Rita para fazer orações, pedidos, agradecimentos e também para pagar promessas.  É uma santa muito querida pelos seus devotos. O que eu posso dizer como padre desta paróquia é que peça a intercessão da Santa das Causas impossíveis que alcançará de Deus respostas.


Fonte: Noticias da Arquidiocese de Salvador

Artigos relacionados