Arquidiocese de Salvador

Cardeal Dom Sergio da Rocha presidiu Missa na Igreja São Francisco, localizada no Pelourinho

Nas mãos de Dom Sergio, a relíquia de São Francisco de Assis

Pelourinho, Salvador, Bahia, Brasil. Próximo ao cruzeiro de São Francisco, uma Igreja tricentenária chama atenção pela beleza. Dedicado à São Francisco de Assis, o templo abriu as portas nas primeiras horas da manhã deste domingo (4) para celebrar a festa do padroeiro, conhecido como o santo protetor da ecologia e dos animais. A primeira Missa do dia teve início às 8h e foi presidida pelo Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Cardeal Dom Sergio da Rocha.

Durante a homilia, o Cardeal destacou algumas características São Francisco. “A nossa oração suplicando a intercessão de São Francisco de Assis deve ser acompanhada do nosso esforço de imitá-lo. Nós temos o testemunho de São Francisco iluminando a nossa reflexão e nos ajudando a caminhar sempre mais no caminho de Jesus, que é o Evangelho. Entre as muitas atitudes de São Francisco, destacamos primeiramente, como bem sabemos, o seu testemunho de pobreza, de simplicidade de vida tão necessária no mundo de hoje. São Francisco nos ensina a encontrar em Jesus o tesouro maior. A nossa felicidade não pode depender de ter tantas coisas, como muitas vezes se impõe no mundo de hoje, de consumir tantas coisas”, afirmou.

Outra característica de São Francisco é a fraternidade. “O Papa Francisco está hoje divulgando uma nova Encíclica, lançada em Assis, diante o túmulo de São Francisco. O Papa escreveu essa terceira Encíclica do seu pontificado, justamente inspirando-se em São Francisco, sobretudo nesse aspecto da convivência fraterna, respeitosa, pacífica, tão necessária no mundo de hoje, marcado pelo conflito e por tantas situações de divisão, de ressentimento, de rancor. Nós  não podemos permitir que essa mentalidade marcada pelo ressentimento, pelo confronto, pelo rancor tome conta do coração da gente. Nós  somos convidados pela Palavra de Deus, pelo testemunho de São Francisco, e hoje também pelo Papa Francisco, de que é possível viver como irmãos. Ter uma convivência fraterna significa reconhecer o irmão a ser amado, a ser respeitado, a ser valorizado; e São Francisco falava dessa fraternidade, desse sentimento de que somos todos irmãos e irmãs”, disse Dom Sergio, destacando que, assim como os santos, é possível viver o Evangelho de Jesus Cristo.

Na entrada da Igreja, dezenas de fiéis recorriam à intercessão de São Francisco e também agradeciam por graças alcançadas. Foi o que fez Marinalva Silva Andrade. Embora já fosse devota de São Francisco, dona Marinalva conta que a fé se tornou ainda mais forte após alcançar uma graça pela intercessão do santo. “O ano passado a minha cachorrinha apareceu com um tumor na mama e ficou muito ruim. Então, como eu sempre venho muito aqui, eu pedi a São Francisco que curasse a minha cachorrinha. Já estava certo para fazer a cirurgia e retirar toda a mama, mas no dia que era para fazer o último exame, me veio uma ideia na cabeça ‘peça mais uma ultrassonografia’. Foi feito e tinha sumido tudo. Uma das veterinárias que estava na sala falou ‘mas, como pode acontecer isso. Nós vimos o tumor na sua cachorrinha’. Eu respondi ‘milagre’; e a outra veterinária olhou para a minha cruz de São Francisco, e disse ‘e eu sei de quem. A senhora está carregando a cruz no seu pescoço’”, recordou emocionada.

Embora este ano, devido à pandemia, os fiéis tenham vivenciado o novenário e a festa em um número reduzido, as homenagens foram realizadas com muito amor e carinho. “Para nós, celebrarmos São Francisco neste ano foi diferenciado, mas não deixou de ter um vigor: Francisco é ternura e vigor no mundo, na humanidade, na Igreja. Então, o vigor e a ternura de Francisco esteve com todos nós  durante nove noites. A temática foi justamente a Encíclica Laudato Si,  que tem como base esse louvor a Deus, à criação nesse resgate de valorização das obras criadas de Deus. Então, para todos nós foi um momento de graça”, afirmou o vice-guardião da Igreja e Convento de São Francisco, frei Edilson.

Texto e fotos: Sara Gomes








































O post Cardeal Dom Sergio da Rocha presidiu Missa na Igreja São Francisco, localizada no Pelourinho apareceu primeiro em Arquidiocese de São Salvador da Bahia.


Fonte: Noticias da Arquidiocese de Salvador

Artigos relacionados