Arquidiocese de Salvador

Pároco de paróquia em Saramandaia envia mensagem aos moradores do bairro diante da violência

Diante da crescente onda de violência no bairro de Saramandaia, o pároco da Paróquia São Francisco de Assis, Jonathan de Jesus, enviou uma mensagem aos paroquianos e aos moradores da localidade. Confira:

“Para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo” (Jo 16,33).

Meus irmãos e minhas irmãs,

Paz e Bem!

Muitos viram a onda de violência que sofreu nosso bairro de Saramandaia nos últimos dias, algumas pessoas têm me telefonado ou enviado mensagens preocupadas com a situação, então resolvi dar uma única resposta a todos (as).

De fato, foi um momento difícil para todos nós, pois ninguém deve se acostumar com a violência. Respiramos por horas um terror horrível, mas acompanhados pela força que transcende tudo, a oração. Desde o primeiro momento a oração foi o lugar onde encontramos o socorro e a segurança, de fato, como nos diz o Apóstolo: “Ele é a nossa paz” (Ef 2,14), por isso, estamos bem!

Como pastor deste povo que muito amo, e morador da comunidade de Saramandaia, com muito orgulho, temo que cresça o preconceito, que já existe, deste lugar que moramos e vivemos e sua população. Quero lembrar que Saramandaia não se resume a acontecidos aterrorizantes, não, não! Estou aqui já faz 1 ano e 2 meses e nunca vivenciei um momento como o vivido, por isso digo que não podemos delinear nossa realidade a partir de um fato.

Em Saramandaia encontramos um povo bom, de Paz e de Bem, em sua maioria. Homens e mulheres, pais e mães de família, avós zelosos, crianças maravilhosas e um clima sempre de alegria e disposição. Aqui a violência que nos assola não é somente de momentos eventuais como o ocorrido, mas a violência constante e cotidiana dos preconceitos: do descaso com o nosso saneamento básico, com a dificuldade de mobilidade urbana, com a falta de atenção as nossas necessidades básicas, com o racismo, com a visível desigualdade social e econômica do Brasil e de forma muito específica da cidade de Salvador. Isso sim nos aterroriza durante todos os dias do ano.

Por isso, peço que rezem por nós, para que a paz habite dentro dos nossos muros, principalmente em nossos corações, tranquilidade em nossos palácios, nossas casas, casebres, barracos, ruas, vielas, becos, ladeiras, escadarias, barrancos , que aqueles que vivem fora daqui não se deixe tomar pela violência do preconceito, que não mais nos digam que não entrarão, não nos visitarão, que os governantes olhem para nós com justiça e que supram as nossas necessidades não como um favor, mas utilizando as verbas arrecadadas com nossos impostos, que pagamos, para nos oferecer uma vida digna assim como de qualquer um outro que habite em qualquer bairro dessa cidade.

A violência vista pelos meios de comunicação em Saramandaia esses dias, acontece em toda Salvador, então, Saramandaia não é privilegiada, pois o problema é de segurança pública e não de pessoas que tantas vezes são vítimas de um sistema que oprime, usurpa e mata, desejando tirar nossa dignidade e alimentando sorrateiramente preconceitos contra periféricos e moradores de comunidades (favelas).

Deus nos dê um espírito de profecia para viveremos o bem da paz. Conclamo a Virgem Maria, a Rainha da Paz, e a força do Príncipe da Milícia Celeste, S. Miguel, para nos proteger, enquanto continuamos caminhando a exemplo de S. Francisco, nosso padroeiro, desejosos de sermos instrumentos de Paz e Bem!

Pe. Jonathan de Jesus

Pároco da Paróquia S. Francisco de Assis – Saramandaia

O post Pároco de paróquia em Saramandaia envia mensagem aos moradores do bairro diante da violência apareceu primeiro em Arquidiocese de São Salvador da Bahia.


Fonte: Noticias da Arquidiocese de Salvador

Artigos relacionados