Arquidiocese de Salvador

Posso partir?

Dom Murilo S.R. Krieger, scj

Administrador Apostólico de São Salvador da Bahia

No dia 3 de abril de 2011, o jornal A TARDE publicou o meu primeiro artigo neste espaço, com o título: “Posso entrar?”. Comecei descrevendo a alegria e o desafio de continuar uma tradição que começara com meus antecessores, e o desejo de “entrar em contato com todas as pessoas que, por missão, deveria conhecer, amar e servir”.

Deixei claro que não pretendia que todos concordassem com minhas ideias. Queria, sim, ter a oportunidade de apresentá-las, na linha da orientação dada pelo apóstolo S. Pedro: “Estai sempre pronto a dar a razão da vossa esperança a todo aquele que a pedir” (1Pd 3,15).

Tinha consciência de que, em Salvador, estava começando uma nova fase em minha vida. Mas antecipava que tinha facilidade de me adaptar a novos lugares e de enfrentar desafios desconhecidos, pois meu coração sempre esteve onde estavam meus pés.

Terminei minha apresentação afirmando que batia na porta de cada casa e de cada coração, esperando que todos a abrissem.

O povo baiano não só abriu essas portas, mas as escancarou! Assim, pude fazer uma experiência marcante que, em parte, foi sendo descrita nos textos aqui publicados. Aliás, nunca pensei escrever uma autobiografia, e nem quis que outros escrevessem um livro sobre mim. O que eu sou e o que interessa se encontram nos artigos e livros que escrevi.

Quem dirigiu meus passos ao longo desses nove anos em Salvador foi a fé em Jesus Cristo. Poderia tentar descrevê-la, mas não saberia fazê-lo de forma tão sintética e clara como o fez o Papa S. Paulo VI: “Jesus é o Cristo, Filho do Deus vivo. Ele é o revelador do Deus invisível; é o primogênito de toda criatura; é o fundamento de todas as coisas. Ele é o Mestre da humanidade; é o Redentor. Ele nasceu, morreu e ressuscitou por nós. Ele é o centro da história e do mundo. Ele é quem nos conhece e nos ama. Ele é o companheiro e amigo da nossa vida. Ele é o homem da dor e da esperança. É aquele que deve vir e que deve ser um dia nosso juiz; e, nós esperamos, a plenitude eterna da nossa existência, a nossa felicidade. Jesus Cristo é o princípio e o fim, o alfa e o ômega. Cristo é o nosso Salvador. Cristo é o nosso supremo benfeitor. Cristo é o nosso libertador” (Alocução em Manila, 29.11.1970).

Tenho consciência de meus limites e, por isso, de minhas falhas. Por isso, se a alguém feri ou ofendi, peço perdão. Que o Senhor corrija o que não fiz corretamente e complete o que eu não soube fazer.

Obrigado a todos! No dia 5 de junho p.v., entregarei a responsabilidade da Arquidiocese de São Salvador da Bahia para aquele que o Papa Francisco nomeou como o 28º Arcebispo Primaz: o Cardeal Dom Sérgio da Rocha, vindo de Brasília. Preparando minhas malas, pergunto-lhes: Posso partir?…

O post Posso partir? apareceu primeiro em Arquidiocese de São Salvador da Bahia.


Fonte: Noticias da Arquidiocese de Salvador

Artigos relacionados