Arquidiocese de Salvador

Arquidiocese de Salvador e Governo do Estado assinam protocolo de intenções para a identificação de imóveis históricos

Protocolo foi assinado na manhã de hoje (2), no Convento da Lapa

A Arquidiocese de Salvador e o Governo do Estado da Bahia assinaram, na manhã desta segunda-feira (2) um protocolo de intenções para identificar imóveis históricos da Igreja e integrá-los ao projeto Revive, para a Reabilitação, Patrimônio e Turismo. A assinatura do documento aconteceu no Convento da Lapa e a parceria visa, ainda, colaborar com o primeiro Centro de Restauro e Conservação.

De acordo com o Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, Salvador tem uma riqueza religiosa e cultural que muitas pessoas da cidade não conhecem. “Quantos moradores desta cidade não conhecem aqui e isso daqui é história. Nós temos que olhar com uma mentalidade de preservação e de valorização do nosso patrimônio. E para isso temos aqui temos reunidos Governo, Igreja e iniciativa privada, e eu tenho certeza que conseguiremos muito.  Se cada um fizer a sua parte, um dia a cidade vai dizer assim ‘meu Deus, isso tudo é nosso e nós não sabíamos’. Tenho certeza que daqui a pouco estaremos aqui comemorando os frutos dessa reunião”, afirmou o Arcebispo.

A proposta de implantar o projeto Revive – já aplicado em Portugal – foi do vice-governador João Leão. Segundo ele, esta iniciativa dará novo ânimo ao patrimônio histórico de Salvador. “Nós queremos preservar o nosso patrimônio histórico estadual. Eu espero que nós tenhamos o sucesso que o Revive de Portugal. Vamos apostar em nossos jovens para que eles possam reparar o que as gerações mais antigas não fizeram pela preservação do patrimônio baiano”, disse Leão.

O projeto do Complexo Cultural Artístico Turístico Patrimonial foi apresentado pelo coordenador da Comissão Arquidiocesana de Arte Sacra, Irmão Jorge Mendes. “Então, o complexo vai valorizar e preservar o patrimônio e viabilizar o trabalho de pesquisa, restauração e restauro e criar uma iniciativa para os zeladores do patrimônio: os jovens aprenderem a cuidar e zelar pelo patrimônio. Além disso, nessa rota cultural. Precisamos criar uma educação patrimonial para que as pessoas não destruam o patrimônio”, afirmou.

Para a secretária de Cultura da Bahia, Arany Santana, a proposta de envolver a juventude em uma ação de educação patrimonial é importantíssima. “Estou honrada e feliz porque a Secretaria da Cultura, junto com a Secretaria do Turismo, o braço da nossa secretaria que é o IPAC [Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural], que cuida do patrimônio, vai contribuir mais uma vez para fortalecer a nossa memória e a nossa história”, disse.

Além da assinatura do documento, as autoridades presentes fizeram uma visita guiada ao Convento e à Igreja Nossa Senhora da Conceição da Lapa, além da área onde já funcionam cursos da Faculdade de Tecnologia e Ciências (FTC).

Fotos: Sara Gomes








































O post Arquidiocese de Salvador e Governo do Estado assinam protocolo de intenções para a identificação de imóveis históricos apareceu primeiro em Arquidiocese de São Salvador da Bahia.


Fonte: Noticias da Arquidiocese de Salvador

Artigos relacionados