Arquidiocese de Salvador

19 de setembro: Arquidiocese de Salvador celebra os 76 anos do nascimento de Dom Murilo

Missa em Ação de Graças foi celebrada na Capela Sagrada Família (Garcia)

Hoje, dia 19 de setembro, o Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, completa 76 anos de vida. Para marcar a data, uma Missa em Ação de Graças foi celebrada na Capela Sagrada Família, localizada na Cúria Metropolitana de Salvador (Garcia). A Celebração Eucarística foi concelebrada pelos bispos auxiliares Dom Marco Eugênio Galrão, Dom Estevam dos Santos Silva Filho e Dom Hélio Pereira dos Santos; pelo bispo da Diocese de Alagoinhas, Dom Paulo Romeu Dantas; e por padres da Arquidiocese de Salvador. Religiosos, religiosas, leigos e familiares do Arcebispo também estiveram presentes.

Durante a homilia, Dom Murilo falou sobre o passado, o presente e o futuro. “Ao olhar para o passado, eu sou convidado a me perguntar ‘o que aprendi nesses anos todos? Quais foram as grandes oportunidades que tive? Que manifestações de amor Deus foi semeando, espalhando ao longo dos meus dias? O que eu deveria ter feito e não fiz, ou então o que eu deveria ter feito melhor?’. E assim, são tantas outras perguntas que poderiam ser feitas. Porém, eu chamo atenção para dois pontos: o primeiro diz respeito à graça de Deus. Experimentei e experimento diariamente que Deus é amor. Falar de Deus-amor é referir-se, pois, à misericórdia, à sua paciência para comigo, ao seu carinho de Bom Pastor. O segundo ponto diz respeito uma compreensão que eu tive daquela situação de Santa Teresa D’Ávila que diz que “tudo passa”. A convicção de que tudo passa, longe de se tornar um peso em nossa vida, onde tirar da alegria do dia-a-dia nos motiva a ver tudo com o olhar de Deus”, disse.

Ao falar sobre o presente, Dom Murilo recordou o pastoreio na Arquidiocese de Salvador, há oito anos. “Olho para o presente e tomo consciência da graça que tem sido para mim ser bispo desta Arquidiocese Primacial. O quanto eu tenho aprendido! Quantas pessoas maravilhosas eu tenho conhecido e cada pessoa é um sinal de Deus, uma estrela em nossa vida! Quantas manifestações de amor eu tenho presenciado!”, afirmou o Arcebispo.

“Há necessidade, também, de encarar o futuro – disse Dom Murilo -. Aqui eu queria lembrar São João da Cruz, que escreveu: “cada um colhe segundo a capacidade do reservatório que tem’. Como eu gostaria de ter um reservatório grande para colher a água viva que nasce do coração de Cristo e poder espalhar por toda a comunidade arquidiocesana. Hoje, memória de Nossa Senhora da Salette,  tomo consciência das dimensões do reservatório, do cântaro de Maria, a Mãe de Jesus. Por ocasião da Anunciação, ela foi capaz de acolher aquilo que o mundo não pode conter: o Filho de Deus. Por isso, ela o pode dar ao mundo e a todos os que dela se aproximam e a reconhecem como Mãe, Mãe de Jesus e Mãe nossa.  Não foi fácil conseguir isso. Foi preciso permanecer de pé, junto da cruz de seu filho, no momento mais doloroso de sua vida. Desse gesto nasceu sua maternidade que é referência nossa: ‘Mulher, eis o teu filho’, e ela assumiu essa responsabilidade”, disse.

Fotos: Sara Gomes / Emilly Lima























O post 19 de setembro: Arquidiocese de Salvador celebra os 76 anos do nascimento de Dom Murilo apareceu primeiro em Arquidiocese de São Salvador da Bahia.


Fonte: Noticias da Arquidiocese de Salvador

Artigos relacionados