Arquidiocese de Salvador

Em preparação às comemorações pelo Dois de Julho, Dom Murilo presidiu Te Deum na Catedral Basílica

Na manhã deste domingo (30), o Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, presidiu a celebração do Te Deum, na Catedral Basílica (Terreiro de Jesus), dando início às comemorações pela Independência do Brasil na Bahia. A celebração aconteceu logo após a Missa das 10h, quando o Santíssimo Sacramento foi exposto para adoração e o Coral do Bonfim entoou o hino, em latim.

De acordo com Dom Murilo, o Te Deum é um hino cantado, solenemente, em circunstâncias especiais da Igreja. “Nós, no dia 2 de julho, temos um motivo especial para louvar e agradecer a Deus: pela consolidação da nossa independência. Se não fosse o 2 de julho de 1823, o 7 de setembro de 1822 seria incompleto, teríamos um Brasil pela metade”, disse.

O Arcebispo recordou, ainda, que, apesar das mortes nos dias que antecederam a Independência da Bahia, no dia 2 de julho “por uma graça especial de Deus, não houve o confronto temido, esperado, e que teria consequências trágicas. As tropas portuguesas saíram pacificamente; as tropas brasileiras entraram pacificamente, e assim o Brasil pôde reconstruir-se sem tanto derramamento de sangue. Então, queremos agradecer a Deus por aqueles que deram a vida, mas por aquelas vidas que foram poupadas”, completou. Após o hino, os participantes receberam a bênção final.

O Te Deum (A Ti, Deus!) é um hino da Liturgia das Horas, rezado aos domingos e dias solenes. Este hino foi composto por Santo Ambrósio e Santo Agostinho, no ano de 387, em Milão, por ocasião do batismo de Santo Agostinho. Logo na primeira estrofe é proclamado: A Ti, Deus, louvamos, a Ti, Deus, cantamos. A ti, Eterno Pai, adora toda a terra. Na Bahia esta tradição teve início em vista da grande graça recebida pela consolidação da Independência.

Fotos: Sara Gomes





























O post Em preparação às comemorações pelo Dois de Julho, Dom Murilo presidiu Te Deum na Catedral Basílica apareceu primeiro em Arquidiocese de São Salvador da Bahia.


Fonte: Noticias da Arquidiocese de Salvador

Artigos relacionados