Arquidiocese de Salvador

Devotos celebram a Festa de Nossa Senhora de Fátima

As paróquias  dedicadas a Nossa Senhora de Fátima estão em festa nesta segunda-feira, dia 13 de maio. Uma delas é a Paróquia Nossa Senhora de Fátima, localizada no Acupe de Brotas. De 4 a 12 de maio os devotos participaram do novenário e, no dia festivo (13), a primeira Missa será às 12h, sob a presidência do pároco, padre Valter Ruy. Já a Missa Festiva terá início às 19h30 e será presidida pelo Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger.

Com o tema central “Eis-me aqui… faça-se” (Lc 1,38), a Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Stella Maria, realizou um trezenário em preparação ao dia festivo e hoje conta com uma programação especial, que teve início às 63h30 com a recitação do Ofício de Nossa Senhora.

Ao longo do dia, serão celebradas Missas às 7h (pelos devotos da Mãe de Jesus) e às 9h (pelos falecidos). Às 18h será recitado o Terço, e a Missa Festiva terá início às 19h30 e será presidida pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de Salvador, Dom Estevam dos Santos Silva Filho.

Também tem festa na Comunidade Nossa Senhora de Fátima, da Paróquia Nossa Senhora da Conceição (Valéria), que, além de celebrar o dia da padroeira, também comemora os 60 anos de criação hoje, 13 de maio. Em preparação a esta data, nos dias 9, 10 e 11 de maio a comunidade participou do tríduo na capela do DERBA (Rua Jardim Terra Nova, 85, Valéria).

No dia festivo (13) haverá uma procissão, que sairá da Missão São João Paulo II (Condomínio Antônio Franco – DERBA/Valéria), às 19h, e seguirá até a capela, onde haverá a Missa Solene.

Um pouco de história

O dia 13 de maio de 1917, a Mãe de jesus apareceu a três crianças, em Fátima, Portugal. Lúcia dos Santos e os seus primeis Jacinta e Francisco Marto afirmaram ter presenciado a aparição de Nossa Senhora no lugar chamado Cova da Iria. Por volta de meio dia, após rezarem o Terço, as crianças viram uma luz brilhante. Julgando ser um relâmpago, elas decidiram ir embora do local onde apascentavam as ovelhas. Porém, logo outro clarão iluminou o espaço e, ao olharem para uma pequena azinheira, viram uma “Senhora mais brilhante que o sol”, como relataram.

Nossa Senhora disse às três crianças que era preciso rezar muito e que elas aprendessem a ler; e as convidou a voltar ao mesmo local, sempre à mesma hora, durante os cinco meses seguintes, sempre no dia 13 (maio, junho, julho, setembro e outubro). No mês de agosto daquele ano, excepcionalmente, a Virgem de Fátima apareceu às crianças no dia 19, no lugar dos Valinhos, também na freguesia de Fátima, pois as crianças ficaram presas.

No dia da última aparição, em 13 de outubro, estando presentes na Cova da Iria cerca de 50 mil pessoas, Nossa Senhora disse aos pastorinhos “Eu sou a Senhora do Rosário” e pediu que ali fosse construída uma capela em sua honra, local onde hoje está a Capelinha das Aparições, no Santuário de Fátima, Portugal.

Muitas pessoas presentes naquele dia presenciaram o chamado Milagre do Sol, que havia sido prometido pela Virgem às crianças nas aparições de julho e de setembro: o sol assemelhou-se a um disco de prata e girava sobre si mesmo como uma roda de fogo. Em seguida, parecia precipitar-se sobre a terra.

Um ano antes das aparições da Virgem de Fátima, em 1916, no lugar dos Valinhos, as crianças haviam recebido três aparições de um anjo, que se apresentou como o Anjo da Paz, ou o Anjo de Portugal. Destas aparições, duas aconteceram na Loca do Cabeço, em Valinhos, e a outra próximo ao Poço do Arneiro, na Casa de Lúcia, em Aljustel.

 

O post Devotos celebram a Festa de Nossa Senhora de Fátima apareceu primeiro em Arquidiocese de São Salvador da Bahia.


Fonte: Noticias da Arquidiocese de Salvador

Artigos relacionados